Baiana inicia negócio com apenas 30 dólares e fica milionária vendendo tapioca nos EUA

Veronica de Oliveira é exemplo de superação, relatando sua garra para vencer nos EUA que a levou ao topo financeiro

A baiana Veronica Oliveira começou seu negócio com apenas 30 dólares e ficou milionária vendendo tapioca nos EUA. Todos os esforços a levaram ao sucesso financeiro, com faturamento anual de US$1,5 milhão

Da Redação

As histórias de conquistas de brasileiros nos EUA às vezes são surpreendentes, levando em conta o empenho daqueles que acreditam que podem transformar sonho em realidade. Este o caso da baiana Veronica Oliveira, que chegou ao país com garra para vencer. E com apenas 30 dólares, iniciou o seu negócio de venda de tapioca – custo dos ingredientes das primeiras tapiocas recheadas que ela fez para vender aos amigos e conhecidos.

______continua após a publicidade_______

seguro

O “experimento” seria por duas semanas, no entanto agradou e a baiana nunca mais parou, se tornando uma iniciativa sólida, até os dias de hoje, com faturamento anual de US$1,5 milhão. Se tornou milionária vendendo tapioca.

Quando desembarcou em terras americanas, em 2009, Veronica tinha um sonho de prosperar, então arregaçou as mangas e foi trabalhar limpando casas, escritórios e bancos, para se manter no país – durante quatro anos.

Visionária, a baiana que adora cozinhar apostou na tapioca recheada para aumentar a renda da família, e foi à luta. Vendia para os amigos e clientes após a faxina, e a coisa prosperou. Em 2015, Verônica comprou um restaurante, o “BR Takeout”, na cidade de Framingham, em Massachusetts, com foco na comida mineira e nordestina.

Verônica colocou em prática tudo o que aprendeu fazer em iguarias, com sua mãe e sua avó, no sertão da Bahia, e anos depois apostou na goma por ser um alimento versátil, que combina com diversos recheios.

Hoje é proprietária de uma fábrica de tapioca vegana, sem glúten, sem açúcar, sem conservantes e sem sódio, comercializada em vários pontos de vendas em Massachusetts – com entrega para todo os EUA.

Oliveira emprega 16 funcionários diretos e 50 funcionários indiretos. Além de dirigir duas empresas, ela também dá mentoria para mulheres que desejam empreender e começar do zero, assim como ela.

E não existe fórmula para vencer, mas determinação. “Não é o quanto você sabe e sim o quanto você aplica e não existe sorte, a sorte é trabalhar, não desistir, errar, falhar no meio do caminho, até acertar”, revelou a baiana que hoje milionária.



____________________publicidade___________________

seguro

anuncie