Avião que transportava a cantora sertaneja Marília Mendonça cai em Minas

Segundo a assessoria de Marília Mendonça a cantora passa bem, mas não há confirmações

 

Até a publicação desta matéria, havia um homem morto na aeronave, que transportava  5 pessoas – a cantora Marília Mendonça, segundo a assessoria, passa bem, mas não há confirmações. O avião, de prefixo PT-ONJ, pertence à PEC Táxi Aéreo, caiu nesta sexta-feira por volta das 15h30 do Brasil, em Caratinga, na Região do Vale do Rio Doce

 

Da Redação

As informações são preliminares – até a publicação desta matéria –, mas o avião que levada à cantora sertaneja Marília Mendonça caiu na tarde desta sexta-feira, por volta das 15h30 do Brasil, em Caratinga, na Região do Vale do Rio Doce. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da cantora, que afirma que Marília está bem, e está sendo resgatada, embora a informação é de que há uma pessoa morta na aeronave – identidade não havia sido divulgada.

O Corpo de Bombeiros recebeu a chamada por volta de 15h30, para atender a ocorrência de queda de aeronave em Piedade de Caratinga em curso d’água próximo ao acesso pela BR 474. Segundo informações, em princípio, haveria duas vítimas com vida no interior da aeronave – que transportava cinco pessoas –, ainda foi não informado o quadro de saúde delas.

”Há também um forte odor de combustível no local, mas não apresenta chamas nem há risco de submersão da aeronave”, informou a corporação. Bombeiros contam com o apoio do Samu.

Mais cedo, Marília Mendonça fez um post embarcando em um avião para anunciar show em Minas Gerais. Ela tem show marcado nesta sexta-feira em Caratinga e outro neste sábado em Ouro Branco.

O avião, de prefixo PT-ONJ, pertence à PEC Táxi Aéreo, sediada em Goiânia. Trata-se de um King Air C90A, com capacidade para seis passageiros. A aeronave, que é turboélice, foi fabricada em 1984 e tinha autorização para operar em regime de fretamento, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).