Após gravar vídeo, ator de Hollywood retira apoio a Marina Silva

Após gravar vídeo, ator de Hollywood retira apoio a Marina Silva

Mark Ruffalo criticou posicionamento de candidata sobre casamento gay. Ela alterou programa de governo no item sobre união entre homossexuais.

O ator e ativista Mark Ruffalo participa da Marcha Popular pelo Clima em Nova York na última semana  (Foto: Craig Ruttle/AP)
O ator e ativista Mark Ruffalo participa da Marcha
Popular pelo Clima em Nova York na última
semana (Foto: Craig Ruttle/AP)

Defensor do casamento gay, o ator de Hollywood Mark Ruffalo, que interpretou o super-herói Hulk no cinema, publicou em seu blog texto no qual afirma retirar apoio à candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva. O motivo foi o fato de a presidenciável ter tirado do programa de governo o apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

No blog, Ruffalo afirma não ser especialista em política brasileira, mas destaca que os direitos das mulheres, dos homossexuais e os direitos ambientais fazem parte de um pacote de visão de mundo que ele tem.

“Eu não posso, em sã consciência, apoiar um candidato que tem uma abordagem dura em questões como o casamento gay e os direitos reprodutivos, mesmo que o candidato esteja disposto a fazer a coisa certa sobre as questões ambientais”, publicou o ator em seu blog.

No último domingo, a campanha de Marina Silva chegou a publicar no Youtube vídeo no qual Ruffalo diz apoiar a candidata. Na gravação, com pouco mais de 2 minutos de duração, o ator se dirige aos “irmãos brasileiros” e afirma que a ex-senadora é provavelmente uma das pessoas mais interessantes da política mundial.

A parte do programa de governo de governo que falava sobre casamento entre pessoas do mesmo sexo foi retirada um dia depois de a própria candidata divulgar o documento, no final de agosto. Além disso, foi eliminada defesa de um projeto em tramitação no Congresso que criminaliza a homofobia.

Os dois pontos estavam num capítulo sobre os direitos da comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transsexuais) e foram substituídos pela seguinte redação: “Garantir os direitos oriundos da união civil entre pessoas do mesmo sexo”.

No blog, Ruffalo diz ainda que a decisão de Marina de tirar o apoio ao casamento gay o colocou “em conflito direto” com a presidenciável. O ator  afirma no texto que tem lutado pela igualdade no casamento e vê o assunto como reflexo da qualidade de um candidato.

Ele também pede desculpas à campanha de Marina por ter criado um “inconveniente”. Ruffalo argumenta no texto que retira o apoio a Marina com base em informações que estão na internet e que ficou desapontado com a decisão da candidata do PSB à Presidência.

“Fiquei desapontado ao ver seu apoio ao casamento gay ser abandonado por seu partido um dia depois que ela o deu em um discurso”, concluiu o ator.

Twitter
No microblog Twitter, o escritor brasileiro Pablo Villaça enviou mensagens a Mark Ruffalo afirmando ter ficado “desapontado” ao vê-lo divulgar apoio a Marina Silva. Villaça diz que a candidata do PSB é de direita, “antigay” e sugere ao ator que pesquise o período em que a ex-senadora atuou como ministra do Meio Ambiente. O ator não respondeu ao escritor.

Fonte: g1.globo.com