Alta da inflação afeta famílias na Flórida: dificuldade para pagar contas essenciais 

No supermercado é preciso verificar os preços dos alimentos antes mesmo de passar pelo caixa

Em estudo recente da USF, cerca de 48% dos moradores da Flórida disseram que os preços mais altos tornaram mais difícil pagar os custos essenciais de vida. Alegam que a inflação afetou seus gastos, desde mantimentos até moradia  

Da Redação 

Estudo recente da “Unidade de Saúde Familiar (USF)”, aponta que cerca de 48% dos moradores da Flórida disseram que os preços mais altos tornaram mais difícil pagar os custos essenciais de vida. Alegam que a inflação afetou seus gastos em tudo, desde mantimentos até moradia. Com isso, quase metade dos residentes incluídos em uma pesquisa recente dizem que a inflação afetou sua capacidade de pagar contas essenciais. 

______continua após a publicidade_______

retaxes

A descoberta vem de uma pesquisa realizada pela “Universidade do Sul da Flórida”, perguntando a 600 moradores da Flórida como os aumentos de preços afetaram seus gastos – e suas atitudes em várias questões políticas relacionadas.

O estudo ocorreu entre 31 de março e 12 de abril, usando uma amostra de residentes do estado cuja demografia refletia de perto os da população do estado. 

A inflação impactou os gastos dos moradores em tudo, desde alimentação até moradia, segundo a pesquisa. Cerca de 77% dos entrevistados disseram que a inflação afetou seus gastos com mantimentos, enquanto quase um quarto disse que teve dificuldades para pagar seu aluguel ou hipotecas no ano passado. 

Um terço dos entrevistados disse que sua renda não suporta o custo da moradia na Flórida. Em uma pergunta separada da pesquisa, mais de um terço dos entrevistados disseram que estavam adiando a compra de uma casa, devido ao mercado imobiliário disparado da Flórida e outros custos crescentes. 

Quatro em cada cinco dos pesquisados ​​disseram que o aumento dos custos afetou seus gastos essenciais, e quase dois terços dos entrevistados disseram que a inflação afetou seus planos de viagem. 

Pandemia e guerra contribuíram 

A pesquisa também perguntou aos entrevistados sobre quais fatores eles acreditavam que causaram a inflação. Cerca de 87% responderam que os problemas da cadeia de suprimentos eram responsáveis ​​pela inflação. Cerca de 83% disseram que a pandemia foi “muito” ou “um pouco responsável” Cerca de 61% dos entrevistados concordaram que a guerra na Ucrânia contribuiu para a inflação. 

Os entrevistados expressaram frustração com a resposta do governo federal ao aumento dos custos. Cerca de 77% dos moradores da Flórida entrevistados disseram estar “um pouco” ou “muito insatisfeitos” com a gestão da inflação pelo governo.  

Cerca de dois terços dos entrevistados afirmaram que o governo Biden foi o responsável, enquanto em uma pergunta separada, cerca de metade dos entrevistados respondeu que o governo Trump foi o responsável. 

____________________publicidade___________________

seguro

seguro

anuncie