Aliados também espionam os EUA, diz diretor da inteligência americana

Aliados também espionam os EUA, diz diretor da inteligência americana

James Clapper negou acusações de jornais europeus sobre espionagem. Espionar líderes estrangeiros é ‘princípio básico’ da atividade, disse.

O Diretor de Inteligência Nacional dos EUA, James Clapper, durante audiência nesta terça-feira (29) no Congresso (Foto: AFP)
O Diretor de Inteligência Nacional dos EUA, James Clapper, durante audiência nesta terça-feira (29) no Congresso (Foto: AFP)

Diretor de Inteligência Nacional dos EUA, James Clapper, disse nesta terça-feira (29) que os aliados estrangeiros dos EUA regularmente conduzem atividades de espionagem contra líderes e serviços de inteligência dos EUA.

Clapper falou diante do Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes dos EUA.

Ele afirmou que espionar líderes estrangeiros é um “princípio básico” das operações de inteligência.

Clapper também classificou de “falsas” as denúncias feitas pelo jornal “Le Monde” (francês), “El Mundo” (espanhol) e “L’Espresso” (italiano) sobre atividades da NSA (agência de segurança nacional dos EUA) em países europeus.

“Para ser totalmente claro, não recolhemos essas informações sobre os cidadãos europeus”, disse.

Ele afirmou que a NSA age em parceria com os serviços de inteligência dos países europeus, e que os dados citados nas reportagens destas publicações foram cedidos aos EUA por esses órgão.

Os EUA enfrentam forte pressão externa após seguidos vazamentos de documentos obtidos por intermédio do ex-consultor da NSA Edward Snowden, atualmente asilado na Rússia e procurado pelas autoridades americanas.

Fonte: g1.globo.com