Aeroporto de Orlando reabre 1º de julho para voos internacionais. “Azul” é autorizada.

Aeroporto Internacional de Orlando irá operar com voos internacionais a partir de 1º de julho

 

O “Nossa Gente” conversou com Marcio Alex Cicarini, do “Almoxarifado e Controle de Compras”, do Aeroporto Internacional de Orlando, e confirmou à liberação de voos internacionais, a partir de 1º de julho. Empresa “Azul” é autorizada a operar

Da Redação

Orlando conquistou o título de cidade mais visitada dos EUA, recebendo turistas de várias partes do mundo – incluindo o Brasil –, com inúmeras opções de lazer nos parques temáticos da Disney, da Universal Studios, entre outras grandes atrações. Hoje, no entanto, com o avanço do coronavírus no país, as visitas à terra da magia ficaram restritas, o que confere ao Aeroporto Internacional de Orlando – aperando apenas com voos domésticos –, controle absoluto na entrada e saída de passageiros, seguindo as normas de seguranças da Organização Mundial da Saúde (OMS). As mudanças no recebimento de turistas exigem um ritual rigoroso, entre funcionários e visitantes, com uso de máscara, entre outros procedimentos essenciais.

O brasileiro Marcio Alex Cicarini, que trabalha há 20 anos como assistente de gerente do “Setor de Almoxarifado e Controle de Compras”, do Aeroporto de Orlando, conversou com o “Jornal Nossa Gente”. Ele disse  que à liberação para voos internacionais está prevista para o dia 1º de julho. E segundo apurou Cicarini, após consultar o departamento de passageiros, os voos que irão operar em Orlando foram autorizados às seguintes companhias aéreas: “Azul”, “Aero México”, “JetBlue” e “Air Canada”.  

E fica a pergunta: os brasileiros vão poder entrar em Orlando com a liberação de voos da companhia aérea Azul? “Ainda não foram liberados voos com turistas do Brasil. No momento, é permitida apenas a entrada de residentes, de pessoas que estão no Brasil e têm negócios em Orlando, além de situações emergenciais. Devido ao número avançado de pessoas contaminadas pela covid-19 no Brasil – mais de um milhão de pessoas infectadas segundo a OMS –, não está liberada a visita desses turistas a Orlando. É um momento muito delicado para os brasileiros com o avanço da doença no país”, explica Marcio Cicarini.

“Hoje, o aeroporto de Orlando recebe quarenta mil passageiros por dia, segundo informou agora pouco o Departamento de passageiros, quando consultado. É um número crescente porque antes, tínhamos um número bem menor de passageiros, mas, a partir do dia 1º de julho, a tendência é aumentar com a abertura para voos internacionais”, comenta.

Quanto aos procedimentos de segurança do Aeroporto de Orlando, entre funcionários e visitantes, relata Marcio que o uso de máscara é obrigatório, incluindo à distância nas filas de check-in e compra de alimentos. E mesmo no setor de “Almoxarifado e Controle de Compras” do aeroporto, onde trabalha, “a segurança é rigorosa. Assinamos em termo de compromisso para o uso constante da máscara. As mercadorias, quando no recebimento,  não podem toca-las. Os funcionários das empresas se incumbem de coloca-las no carrinho e deixa-las no almoxarifado. Elas só serão tocadas pelos funcionários do nosso departamento, após vinte e quatro horas. Antes, jogamos um spray, depois então verificamos e conferimos a mercadoria”.

30 mil caixas com máscaras – “O aeroporto dispõe de trinta mil caixas de máscaras, que serão distribuídas nas companhias aéreas porque não é permitido o desembarque e embarque de passageiros, ou de funcionários, sem o uso da máscara. Estamos contribuindo no combate do vírus; o número de pessoas infectadas pela Covid-19 na Flórida aumentou, e é preocupante. De acordo com os dados divulgados pela OMS, são 3.437 casos confirmados da doença”, complementa Márcio.

Em pontos estratégicos o aeroporto de Orlando há os avisos lembrando a todos sobre as normas de segurança no combate ao coronavírus. Inclusive, segundo orientação dos “Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)”, recomenda-se que “os viajantes evitem todas as viagens não essenciais para os seguintes destinos: China, Irã, Reino Unido (Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte), Schengen europeu, República da Irlanda e Brasil”.

“Os cidadãos americanos, residentes permanentes legais e suas famílias imediatas que viajaram pelo país nos últimos 14 dias terão permissão para entrar nos EUA, mas: as viagens serão redirecionadas para aeroportos pré-identificados para serem submetidos a exames de saúde”, alerta o comunicado.

E quanto às obras de construção do “Terminal C” do Aeroporto Internacional de Orlando, diz Cicarini que continuam, não houve interrupção mesmo com a Covid-19 que avança na Flórida. “As obras de ampliação do aeroporto de Orlando não foram paralisadas e seguem normalmente”, finaliza o brasileiro.

Serviço

Aeroporto Internacional de Orlando

Endereço: Jeff Fuqua Blvd, Orlando, FL 32827

Telefone: 407-825-2001