A Rússia de hoje. Que grata surpresa!

voltar

FEV/14 – pág. 74

A abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, no último dia 07, mostrou ao mundo uma Rússia muito mais moderna do que aquela que povoava o nosso imaginário, consolidada pelos inúmeros filmes de guerras e pelo James Bond 007.

A cerimônia de abertura dos jogos foi impecável. Nem mesmo a falha na exibição dos arcos olímpicos – exatamente o que representava o continente americano – foi suficiente para tirar o brilho desta festa belíssima. O evento teve como destaque a forma com que os países foram apresentados enquanto suas delegações entravam no estádio. No centro do gramado, o mapa dos países era projetado enquanto a respectiva delegação ia entrando no estádio.

Como de praxe, nestes tipos de eventos, os russos lembraram a sua história e tentaram mostrar que também fazem parte da nova era de inovação tecnológica.

Quase que automaticamente, ocorreu-me pesquisar sobre a culinária russa, o que me trouxe muita coisa interessante: a sopa de beterraba (Borscht), cheia de legumes e carne, um dos pratos mais famosos. Outra sopa saudável, a Okpowka, fria e com vegetais – pepinos, cebolas, bem como batatas, ovos e carnes. Além dessas sopas tradicionais, os bolinhos de massa recheados com almôndegas (Pelmeni); as panquecas finas; e torta com recheio de peixe, em geral salmão (Kulebjaka), habitualmente servida como aperitivo para um jantar.

O caviar revelou-nos uma surpresa. Ao contrário do que ocorre no Ocidente, o caviar na Rússia é barato e usado no café da manhã (sobre a manteiga no pão preto), em canapés e nos blinis, uma espécie de panqueca fina, servida com uma grande variedade de recheios, tais como carne moída, queijo, compotas, cebolas e até calda de chocolates.

Periodicamente, traremos algumas receitas típicas da culinária russa. Hoje, ficaremos com o Borscht (sopa), a Salada Russa e a Charlota Russa.

Espero que gostem!

Receitas: 

Cleide Rotondo
cleide@nossagente.net