A linha tênue entre legalização e o equilíbrio financeiro

A linha tênue entre legalização e o equilíbrio financeiro

Edição de novembro/2019 – p. 03

A linha tênue entre legalização e o equilíbrio financeiro

Se o ano de 2020 acena para possíveis mudanças políticas nos EUA, com eleições presidenciais – probabilidade de um segundo mandato para Donald Trump –, a questão Imigração mantém-se no contrapeso dos fatos: aumento nas taxas para aplicação do green card; discussão da Suprema Corte quanto ao “stop-time rule” – proteção para residentes com problemas judiciais no país. No pacote de medidas, ‘DACA’ – assinada por Barack Obama e revogada por Trump –, aponta para um pretenso desfecho ao destino de 800 mil jovens, em junho do próximo ano, segundo decidiu a Suprema Corte. Como pode observar o leitor, as transformações são evidentes, mas os resultados ainda trazem dúvidas.

Politicamente analisando, o país segue na corda bamba com audiências públicas que podem destituir o presidente do cargo. ‘Traição, suborno ou outros crimes graves e contravenções’, diz a Constituição americana, leva ao impeachment, o que poderia ser desastroso nesse momento para os EUA – desgaste prejudicaria os pré-candidatos a corrida presidencial.

Mas, se por um extremo Imigração é assunto relevante em meio à tempestade de hipóteses, na outra ponta do iceberg o fator equilíbrio financeiro é essencial para o imigrante, principalmente na obtenção de visto de permanência. Com conhecimento e educação financeira você sabe a hora de comprar, o momento de pedir empréstimo – qual banco ideal –, a conta certa para o seu dinheiro. O crédito financeiro é o alicerce para se obter solidez, caso contrário, o sonho implode, e os projetos mergulham na escuridão.

Com o passar dos meses, dos anos, as leis de imigração mudam no país, alterando as formas de um jogo que exige determinação para superar desafios. Evidente, imigrante cumpre com deveres, mas existem direitos que devem ser respeitados. Saiba quais as regras – informe-se –, faça a sua parte conversando com advogado da sua confiança, orientando-se com consultores financeiros para tomar decisões acertadas. E nem é preciso ser megaempresário – basta ser um cidadão consciente, disposto a dar o passo eficiente, vislumbrando sua segurança e a segurança da família.

Os tempos são difíceis nos EUA diante das ocorrências que nos surpreendem – seja no âmbito de legalização de documentos para estrangeiros ou manter o crédito positivo no mercado financeiro. Faz-se necessário priorizar o nosso interesse e garantir dias tranquilos, mesmo que haja turbulência. Ter estratégia e táticas bem definidas para enfrentar esse momento, é ter clareza para combater o bom combate! Ainda há saída!