A influência da Primavera na saúde segundo a Medicina Chinesa

voltar

ABR/14 – pág. 65 e 66

medicina_natural_primaveraA primavera é a estação das flores e das cores, que trazem a força da energia criativa, de crescimento, de expansão, de movimento e de recomeço, após o período de repouso do inverno. No nosso organismo, como parte da natureza, apresenta as mesmas manifestações e necessidades das estações do ano.

Na primavera, o órgão mais afetado é o fígado, com a energia do elemento “madeira”, cor verde, sabor ácido, regido pelo vento.
Quando a energia do fígado está em excesso, consequentemente, o elemento madeira em excesso pode gerar fogo (calor), afetando o nosso sono (agitação, insônia), nosso estado de humor, irritabilidade, impaciência, estresse fácil, agitação, raiva, frustração, enxaquecas, emoções descontroladas, falta de clareza mental e embotamento da criatividade. Além disso, pode causar aumento da pressão arterial, paralisia facial, devido ao vento da primavera, zumbido nos ouvidos, coceiras em geral: pele, nariz, ouvido, garganta e olhos.

Quando o calor do fígado está em excesso, pode derreter o metal (pulmão), tornando o organismo mais suscetível aos problemas respiratórios da primavera: alergias, sinusite, asma, bronquite. O pólen desta estação afeta mais àqueles que estão com a energia do fígado em desarmonia.

Os olhos

Os olhos são a expressão da energia do fígado e do elemento madeira. Por exemplo, quando se bebe muito álcool, os olhos ficam vermelhos devido à congestão do fígado. Na hepatite, os olhos ficam amarelados. Coceira nos olhos, conjuntivite, visão turva, sensibilidade aumentada à luz, lacrimejamento sem causa, problemas oculares (até mesmo vista cansada) mostram-nos que o elemento madeira está em desarmonia.

O vento da Primavera

O vento da primavera afeta áreas do nosso organismo relacionadas com movimento, assim como o vento na natureza que se move constantemente. As pessoas são sensíveis ao vento, tendo aversão ou desejo intenso dele. Apresentam tendência a apresentar problemas de tendões, ligamentos, que comprometem de alguma forma os movimentos. Nesta estação, recomenda-se respeitar os limites corporais referentes aos movimentos repetitivos, por exemplo, joelhos, cotovelos, pulso, ombros.

Alimentação na Primavera

O sabor da primavera é o ácido. O excesso ou a falta de alimentos ácidos, como as frutas cítricas, podem desequilibrar a energia do fígado. Use-os com equilíbrio. Recomenda-se nesta estação o uso de brotos, pequenas folhas verdes como salsa, coentro, cebolinha, manjericão e orégano. O alho-poró, legumes em geral, cebola, aipo, pães com farinha integral, chá de dente de leão ou boldo e espinafre são muito bons para essa época. Além deles, saladas temperadas com limão fresco e sopa de missô.

Deve-se evitar o excesso de proteínas animais, bem como frituras e comidas oleosas, que aumentam ainda mais o yang da primavera, causando desequilíbrios.

Ambiente

Nesta época do ano, dê preferência a passeios ao ar livre, como campo, montanha, praia, para a mobilidade dos membros e alongamento, assim como a ambientes calmos, convivência com pessoas alegres e criativas. A primavera é boa estação para reflexão, pois a direção do seu movimento é ascendente e ajuda na conexão com as energias superiores, facilitando a meditação. Quando se sentir cansado, estressado, evite usar muito os olhos, como leitura prolongada. Ficar na natureza, entre plantas verdes; no jardim; ou ouvir música com sons da natureza ajudam na reposição energética.

Atividades

As mais recomendadas para esta estação são atividades de movimento, como dançar, caminhar e correr, entre outras.

Para os queridos leitores uma sugestão de salada saudável para a primavera, criada por Ana Pinheiro, especializada em dietética chinesa:

SALADA DE BROTOS COM MAIONESE VERDE (5 porções)

  • 100 g de broto de feijão
  • 100 g de broto de alfafa
  • 1 cenoura média ralada
  • 1 cebola pequena picada e aferventada
  • 1 xícara (chá) de aipo picado
  • 1 xícara (chá) de salsa picada
  • 10 folhas de alface cortada
  • ½ molho de nirá cortado (encontrado em mercados orientais)
  • sal a gosto

Misture todos os ingredientes. Na saladeira, deixe um espaço no centro para a maionese verde.

 

MAIONESE VERDE

  • 1 tofu pequeno
  • 5 talos de salsa inteiros
  • 5 talos de cebolinha inteiros
  • 1 colher (sobremesa) de suco de limão
  • 1 colher (sopa) de azeite extra virgem
  • 1 colher (café) de sal

Prensar o tofu para retirar o excesso de água. Colocar todos os ingredientes no liquidificador e bater bem até ficar um creme liso, na consistência de maionese. Se necessário, colocar no máximo 2 colheres de sopa de água para não perder o ponto.

Indicação: primavera

Melhor horário: manhã

Comentário: salada crua com vários ingredientes, tendo destaque a presença dos brotos e talos, muito indicados para tonificar o elemento “madeira” e refrescar o “fogo”. A maionese à base de tofu e temperos verdes, além de mais saudável que a versão original, é saborosa e de fácil digestão, podendo ser utilizada em várias outras preparações, inclusive em pães e torradas.

Elly Tuchler
Médica Acupunturista
www.acuhomeo.com
(407) 373-0606