528Hz. Mito ou realidade?

528Hz. Mito ou realidade?

Edição de julho/2019 – p. 42

528Hz. Mito ou realidade?

Ressonância é um fenômeno físico no qual a frequência de oscilação de uma fonte emissora equivale à frequência fundamental de oscilação de um receptor. Quando estamos em ressonância, estamos em equilíbrio. Cada célula do nosso corpo absorve e emite som com uma frequência. Segundo estudos sobre o assunto, raios de sol, flores e até o zumbido de abelhas vibram na frequência de 528Hz. Em suma, a natureza em equilíbrio vibra em 528Hz, e há muito a ser falado sobre o assunto. A ciência, por outro lado, afirma que boa parte do material publicado sobre o assunto é baseado em estudos infundados. Confira a seguir um pouco mais sobre o assunto e tire suas conclusões.

Frequências de Solfeggio

As frequências de Solfeggio – 396Hz, 417Hz, 528Hz, 639Hz, 741Hz e 852Hz – compõem a antiga escala de 6 tons que foi amplamente utilizada pela igreja, bem como no Canto Gregoriano e no Hino de São João Batista. Segundo relatos, foi criada pelo músico e monge beneditino Guido d’Arezzo, que viveu no período de 991 a 1050. Nascido em Arezzo, é considerado ‘o inventor da música’. Seu principal mérito foi criar um sistema de escrita que facilitou a leitura da música. Criou inicialmente o sistema de quatro linhas paralelas, o tetragrama, para assim indicar com exatidão a altura de cada nota musical. Posteriormente acrescentou a quinta linha, e assim temos o pentagrama como é conhecido até hoje. Deu ainda nome às notas que até então eram simbolizadas pelas sete primeiras letras do alfabeto (C=UT=DÓ, D=RÉ, E=MI, F=FÁ, G=SOL, A=LÁ e B=SI).

528Hz

Dentre inúmeras aplicações, a frequência 528Hz foi também utilizada por bioquímicos para reparar o DNA humano, por influenciar as moléculas de água que circundam a hélice do DNA, e portanto supostamente responsável por provocar efeitos de cura sobre o DNA. Segundo o Dr. Leonard Horowitz, pesquisador do assunto, toda cura ocorre a partir de ondas sonoras ou vibrações ressonantes. Ele, que se tornou mundialmente conhecido por seu trabalho na investigação da AIDS e possíveis vacinas para a cura, é autor do controverso ‘The Book of 528: Prosperity Key of Love’. Se na publicação ele sugere que John Lennon foi perseguido por agências de inteligência norte-americanas que se opõem à paz mundial para sustentar o comércio de armas, ele também promove na mesma publicação a ideia para que outros músicos utilizem a frequência 528Hz em suas músicas, a exemplo de Paul McCartney e John Lennon.

Já o Dr. Joseph Puleo, médico e fitoterapeuta, começou a explorar as frequências de Solfeggio nos anos 90. Ele desenvolveu a teoria de que cada uma das seis frequências possuía características precisas, e que os tons poderiam ser usados ​​terapeuticamente.

528Hz. Mito ou realidade?

Em 1988, o bioquímico Glen Rein, Phd, converteu e gravou Cantos Gregorianos em ondas de áudio escalares. Os resultados foram enviados para tubos de ensaio contendo DNA. Ao medir a absorção de luz UV, Rein pôde documentar o efeito da música no DNA. Ele também comparou os Cantos Gregorianos com outros gêneros musicais, incluindo o rock. Embora o gênero rock tenha pouca ou nenhuma influência, os Cantos causaram um aumento acentuado da absorção de luz em até nove por cento, levando Rein a concluir que as frequências sonoras da escala de Solfeggio causam ressonância no DNA e podem ter propriedades curativas. Um estudo japonês, publicado em 2018, examinou o efeito redutor do estresse com o uso da frequência de 528Hz no sistema endócrino. Os pesquisadores concluíram que a música de 528Hz tem “um efeito particularmente forte de redução do estresse, mesmo depois de apenas cinco minutos de exposição”.

528Hz, Medicina e Saúde Holística

A holística é uma forma de terapêutica que tem metodologias distintas da medicina convencional. Segundo os profissionais da área, a frequência 528Hz é conhecida como a ‘frequência do amor’, e que foi amplamente utilizada pelos antigos. É utilizada para restaurar o equilíbrio interno, aumentar a consciência e estimular a transformação. Existem relatos de curas baseados na utilização da frequência de 528Hz em sessões de meditação, uma vez que o uso sistemático da frequência permite redescobrir a sintonia harmoniosa da criação do universo, conectando toda a rede de campos morfogenéticos numa mesma escala. É possível que determinadas frequências sonoras e ultrassons tenham sido utilizados por antigos sacerdotes egípcios, gregos e maias, com a finalidade de produzir efeitos transformadores e de cura.

528Hz e a Ciência

Se por um lado o Dr Leonard Horowitz repete estudos e pesquisas para consolidar a ideia dos benefícios proporcionados pelo uso da frequência de 528Hz, a ciência persiste em repetir que os fatos apontados até o momento são infundados. Segundo o artigo ‘Is 528 Hz frequency a myth?’, de Emmanuel Comte, publicado pelo Centre de Recherche MedSon, ‘os criadores do mito sobre a frequência de 528Hz dizem fatos infundados, baseados nos chamados versos bíblicos do Livro dos Números (…). Tais proezas são levantadas sem o apoio de qualquer evidência científica ou estudo clínico que permita tais afirmações’, conclui Emmanuel.

O assunto é bastante vasto e publicações inteiras apresentam os muitos resultados positivos obtidos com o uso periódico da frequência de 528Hz. Embora controverso, vale a pena pesquisar o assunto, bem como os estudos mais recentes sobre a ‘frequência do amor’.

Serviço

Literatura sugerida:

The Book of 528: Prosperity Key of Love

Autor – Dr. Leonard G Horowitz, et al.

Tuning the Human Biofield: Healing with Vibrational Sound Therapy

Autor – Eileen Day McKusick