Uma nova visão

voltar

FEV/12 – pág. 52

Duas moscas caíram num copo de leite.

Uma delas nadou até a borda do copo, mas, como a borda era muito lisa, não conseguiu sair e achando que não havia mais saída, parou de se debater e acabou afundando.

A outra mosca decidiu continuar a nadar, quando ficava cansada, parava um pouquinho e em seguida continuava a se debater, aos poucos o leite ao redor da persistente mosca foi ficando mais consistente e ali se formou um pouco de manteiga, a mosca então conseguiu subir na manteiga e voar para um lugar seguro.

Passado algum tempo, a mosca caiu novamente no copo. Como já sabia o que fazer, começou a se debater, pois achou que dentro em pouco se salvaria. Outra mosca voando por ali, e vendo a aflição da mosca dentro do copo, pousou na borda e disse:

– “No copo, tem um canudo, nade até lá e suba por ele”. A mosca dentro do copo, baseando-se em sua experiência anterior, não deu ouvidos à sugestão e resolveu continuar a se debater até a exaustão e acabou afundando no copo de água.

Cada situação é única, é logico que as experiências anteriores servem; porém, elas precisam ser renovadas e adequadas a cada ocasião, ambiente ou pessoas.

É preciso estar atualizado para enxergar, ouvir e entender as diferenças sutis em cada situação.

Um abraço!

 

História recontada a partir do conto do livro “Fazendo a Diferença”.

Madu Caetano