Sophie Charlotte é a “mocinha” de “Babilônia”

Sophie Charlotte é a “mocinha” de “Babilônia”

O carisma da atriz conseguiu desbancar a protagonista, Camila Pitanga, a Regina, considerada a “boazinha” da trama, mas que não deu certo

Sop2Vivendo na pele da sofrida Alice, na novela “Babilônia”, na Globo, Sophie Charlotte conquistou a simpatia do grande público com seu jeito meigo de ser, dando um estilo muito especial à sua personagem. O carisma da atriz conseguiu desbancar a protagonista, Camila Pitanga, a Regina, que era considerada a “mocinha” da trama, mas não deu certo. O motivo? A interpretação de Camila não agradou, pois a performance impulsiva da personagem rompeu com a graciosidade necessária que a história precisa ter. Um ingrediente primordial, a exemplo de Regina Duarte e de tantas outras musas que sensibilizaram multidões. Isso aconteceu com Charlotte, pois a Alice reúne os quesitos essenciais para ocupar o posto. E ela merecidamente conseguiu.

Filha do cabeleireiro brasileiro José Mário da Silva, natural do Pará, e da bióloga alemã Renate Elisabeth Charlotte Wolf, Sophie tem 25 anos e nasceu em Hamburgo, na Alemanha. Bailarina formada em ballet clássico, jazz e sapateado, em foi escalada para interpretar Duda, umas das protagonistas do remake de “O Rebu”, no ano passado. A sua atuação agradou e a atriz recebeu convite para a novela “Babilônia”, no papel de uma prostituta de luxo, que vive em conflito com a mãe, papel destinado à notável Adriana Esteves.

As primeiras cenas de “Babilônia”, gravadas em Dubai e Paris, foram importantes para os atores, como o caso de Sophie Charlotte, que voltou encantada com a experiência. Ela guarda boas lembranças da viagem e diz que jamais irá esquecer daquele local desértico. “Passei cinco dias lá. Foi o lugar mais distante que já conheci, mais Oriente. São 15 horas de voo. É incrível, estonteante, cenário de ficção científica. No segundo dia, conheci o Museu da Mulher. O passeio no deserto também me marcou, é uma areia muito fina. Não conseguia parar de olhar pra tudo, tentei absorver ao máximo”, revela com entusiasmo.

Quanto as cenas ousadas de sua personagem na novela, a atriz não deu importância ao fato alegando o seguinte: “Acho que esse não é o traço mais importante da personagem. Têm cenas mais ousadas, sim, mas não vejo isso como uma questão. É uma menina que vive em conflito com a mãe (Adriana Esteves) e com as ambições dela. Alice não sabe o que quer para vida. Ela é um retrato dessa geração”, explica.

E apesar de ser ela mesma “dessa geração”, Sophie diz que nunca sofreu desse mal. Conta que o fato de trabalhar desde 2007 na TV a fez amadurecer mais rápido. “Não faria nada diferente. Estou nessa fase de me dedicar integralmente ao meu trabalho”, conta ela, ao responder sobre como dosa trabalho e vida pessoal. Em 2014, fez duas grandes viagens por conta do trabalho de atriz. Em Buenos Aires, onde viajou para gravar “O Rebu”, conheceu o noivo, o ator Daniel de Oliveira. Mas ela prefere citar as decorrências profissionais: “Foi um trabalho lindo, do qual me orgulho demais. Talvez as pessoas tenham me visto diferente depois dele, mas estou dando um passo de cada vez”, diz.

E quanto ao idioma alemão, conta Sophie – natural da cidade de Hamburgo -, que nunca foi um problema, pois desde criança conviveu com a sua avó e aprendeu a língua. “Eu passei a minha infância com a minha avó, que falava bastante no idioma alemão comigo. Já a minha mãe sempre foi apaixonada pela língua portuguesa”, lembra. Sobre os hábitos no dia a dia, “amo música tanto quanto o silêncio. Adoro passar o tempo livre com quem amo e também ir ao cinema sozinha, cheia de referências e ideias. Um paradoxo. Sou atriz. Tenho a curiosidade do mundo, não sou dona da verdade. Quero descobrir muitos segredos e realizar tantos outros sonhos. Porque já entendi a força de quem sonha com as estrelas, enquanto mantém os pés no chão”, filosofa.

Empenho da atriz

Para dar vida à jovem de classe média que gosta de se cuidar e mostrar belo visual, Sophie Charlotte empresta seu corpo, de 55 kg, bem distribuídos em 1,72 m, com alimentação saudável e frequentes exercícios. “Confesso que não precisei fazer nada além do que já faço para me sentir legal, estava pronta para o papel sensual na novela. A princípio, quando soube que minha personagem viraria prostituta de luxo (a Globo mudou as diretrizes da personagem), claro que imaginei a exposição que o papel pede, então, me senti preparada para tal. Minha alimentação é regrada, já acostumei com isso. Na verdade, adoro me fartar de frutas , legumes e verduras. Já frituras e gorduras nem gosto mais”, afirma, dizendo não descuida do corpo nunca.

Quanto a trajetória de bailarina, “sempre fiz meu balé e dei minhas corridas. Fui bailarina. Me formei em balé clássico, jazz e sapateado pelo Ballet Helfany Peçanha, de Niterói, no Rio. Viajava muito com a companhia para me apresentar em festivais”, lembra. “Hoje em dia também estou adorando academia. Tenho prazer em malhar”, comenta a atriz. Ela é sempre vista ao lado do noivo, o ator Daniel Oliveira, pedalando pela Orla carioca. “ Gostamos de fazer programas ao ar livre”, limita-se a dizer, não querendo entrar em detalhes sobre o anel de noivado que tem usado. O casal engatou um romance nos bastidores de “O Rebu”, o ano passado.

Sophie Charlotte iniciou a carreira na televisão com participação no “Sítio do Pica-Pau Amarelo” em 2006 e, no mesmo ano, integrou o elenco da novela “Páginas da Vida”. Em 2007 ganhou notoriedade ao interpretar Angelina, protagonista na décima quinta temporada de “Malhação”. No ano seguinte, foi convidada pelo autor Walcyr Carrasco a integrar o elenco de “Caras & Bocas”, na qual interpretou Vanessa. Em 2010, voltou ao ar na refilmagem de “Ti Ti Ti” com a sua primeira vilã, Stéfany Oliveira.

A atriz também participou da novela “Fina Estampa”, de Aguinaldo Silva. Ela interpretou Maria Amália, filha da protagonista Griselda, interpretada por Lília Cabral. Sua personagem era irmã do personagem Quinzé, de Malvino Salvador. Em 2012 protagonizou um episódio de “As Brasileiras” atuando mais uma vez ao lado do namorado, Malvino Salvador, como A Sambista da BR-116. No ano seguinte, volta às novelas como a protagonista de “Sangue Bom” onde interpreta a it girl Amora Campana.