Projeto Healing Ink chega a Orlando para dar suporte às vítimas do atentado à boate Pulse

Projeto Healing Ink chega a Orlando para dar suporte às vítimas do atentado à boate Pulse

Orlando, Flórida – 6 de junho

por Geovany Dias

Quase dois anos após o atentado que abalou a cidade de Orlando na Flórida, membros do programa Healing Ink (Tinta que Cura, em português) trazem esperança e energia positiva aos sobreviventes, parentes e voluntários envolvidos no resgate e socorro às vítimas após o tiroteio na boate Pulse, em 2016.

 

O Healing Ink já passou por diversas cidades e até outros países, sempre com o intuito de trazer auto estima e empoderamento para pessoas que sofreram de algum tipo de trauma. “O projeto já existe a mais de dois. Nossa missão é ajudar os sobreviventes do terrorismo e da violência a se curarem através da arte de tatuar“, contou Craig Dershowitz, um dos responsáveis pelo projeto.

 

O atentado foi no dia 12 de junho de 2016, um domingo que policial Adam Gruler nunca vai esquecer. Ele foi um dos primeiros profissionais que atuaram no pronto resgate das vítimas naquele dia e trabalhou ativamente na retirada de pessoas atingidas de dentro da boate. “Foi muito impactante, tudo. Ao mesmo tempo que todos ficávamos chocados e tristes com o acontecimento, a cidade se uniu em um um espírito muito forte de amor e colaboração e isso predominou. Foram mais de 150 pessoas trabalhando de forma voluntária pra ajudar de alguma forma quem estava na boate. É isso que nos dá a esperança de seguir em frente e acreditar”, detalha o policial que ganhou uma tatuagem através do programa.

A tatuagem que marcou a esperança do policial em salvar as vítimas do atentado (Foto: Geovany Dias)

Durante o final de semana de ação, mais de 100 pessoas receberam tatuagens gratuitas pelas mãos de seis artistas diferentes. Um deles foi Jasay, que veio de Porto Rico e participou do encontro. “Às vezes a gente não tem noção do quanto nosso trabalho influencia e ajuda na recuperação da autoestima das pessoas. Eu fico muito feliz de fazer parte disso”, contou o artista.

Jasay Vchier foi um dos atristas que participaram da ação. (Foto: Geovany Dias)

Clique aqui para ver a galeria de fotos na página do Healing Ink.

O Healing Ink e a ação deste último fim de semana foram somente uma das várias atividades desenvolvidas em Orlando para homenagear as vítimas do atentado da boate Pulse. Até o final do mês, caminhadas, festas e outras ações de empoderamento da comunidade LGBT, que torna-se cada vais mais forte e ganha mais representatividade, devem ocorrer em várias regiões da Flórida Central.