Perspectivas e projetos para a Flórida e Orlando

Perspectivas e projetos para a Flórida e Orlando

voltar

ABR/15 – pág. 35

Falar no que está projetado para acontecer nos próximos anos parece ser um exercício de futurismo completamente desnecessário. Porém, esse é um dos propulsores da economia de países como os Estados Unidos. Foi lançado o caderno pelo departamento de transporte chamado “2060 FLÓRIDA TRANSPORTATION PLAN” (http://www.dot.state.fl.us/planning/ftp/2060FTP.pdf). Baixe-o em “pdf” e imprima-o para tê-lo ao lado de sua cabeceira. Quando pensar em realizar negócios, leia parte dele para ter um norte ao setor mais crítico da cadeia produtiva: o transporte e a distribuição. Desde um condomínio até uma indústria, é necessário que se conheça o que o Estado tem em mente para os próximos anos.

Falamos de algo não visto no Brasil. Nos Estados Unidos, falar de 10 anos de planejamento é considerado médio prazo. As coisas seguem um planejamento e, se forem notados os atos de administração dos governos, vamos verificar que eles seguem esse planejamento.

No diagrama conceitual a seguir, tem-se o “Master Plan” para 2030. Daqui a alguns dias, ele será atualizado até 2040.

romano

Esse estudo conceitual mostra ao investidor e àqueles que pretendem se estabelecer na região onde haverá expansão de rodovias e áreas para uso intermodal, por exemplo. Portanto, se pretende construir um entreposto de transporte, já se visualiza onde serão construídas as rodovias e a infraestrutura para fluir a sua carga.

Outra importante informação é que a Igreja Mórmon (donos de cerca de 500,000 m2 ou 133,000 acres, como chamamos aqui) está viabilizando um plano viário dentro de sua propriedade.

Para quem não sabe, entre Orlando e Cabo Canaveral, indo milhas ao sul (entre Kissimmee e Melbourne), a Igreja Mórmon possui uma propriedade chamada “Deseret Ranch”. Esse espaço, a longo prazo, poderá acomodar uma comunidade maior que a Cidade de Orlando. Essa área deverá ser cortada por uma nova rodovia, ligando o aeroporto ao condado de Brevard.

A curto prazo, estamos vendo o “SunRail” expandir até o sul de Osceola, chegando a Tupperware, em 2016, e ao centro de Kissimmee.

FLÓRIDA ADVANCED MANUFACTURING RESEARCH

Bem em frente ao Valência, na 192, em Kissimmee, está nascendo um empreendimento em uma área de 20 acres e 100,000 sf (uma parceria da cidade, condado, governo estadual e UCF) e que custará mais de $200 milhões.

Como esse projeto não trata de esportes ou centro cultural, não é badalado e não sai na mídia. No entanto, ele é muito grande e reflete-se no âmbito empregatício, trazendo novos empregados para a área com altos salários que, certamente, consumirão e morarão em boas casas. Os 61 milhões de “bonds” (incentivos fiscais) recebidos em “sales taxes” mostram-nos o impacto financeiro que isso trará.

Como tirar proveito das informações sobre perspectivas e projetos

Há 6 anos (na crise imobiliária), compramos algumas propriedades de bancos olhando para o desenvolvimento de certas áreas. Para um investidor com $140 mil, compramos um terreno de 14 acres em Davenport, na hwy 17-92. Agora que a extensão da 417 começa a sair do papel, o governo colocou a área para ser desapropriada, por causade parte do acesso àquela rodovia. A propriedade já é cotada a $1.000,000 (sete vezes o valor da compra). Isso não teria ocorrido se os futuros projetos não tivessem recebido a devida importância. Da mesma forma, um pequeno investidor pode procurar uma área para um projeto de galpões de uso misto. Esse investidor poderia comprar terras baratas ao redor do centro de pesquisas (já citado), pois haverá necessidade de pequenos negócios naquela região, utilizando espaços “mixed use”.

Antonio Romano
www.atlanticexpress4.com
antonioromano@gmail.com