Orlando City tem sequência de invencibilidade de 6 jogos interrompida em Montreal

Orlando City tem sequência de invencibilidade de 6 jogos interrompida em Montreal

Orlando_City_2014O Orlando City teve a sequência de e seis jogos de invencibilidade – cinco deles pela Major Soccer (MLS) – interrompida nesse sábado, em Montreal. Os Lions, estreantes na MLS, foram derrotados pelo Impact – finalista da Liga dos Campeões da CONCACAF em 2015 – por 2 a 0.

O Orlando City retorna ao estádio Orlando Citrus Bowl na quarta-feira, dia 24 de junho, para partida contra o Colorado Rapids. Ingressos estão disponíveis em http://orlan.do/ORLvCOL.

O time do capitão Kaká continua ocupando a terceira posição na Conferência Leste da MLS, com 20 pontos em 16 jogos. O Montreal Impact subiu para o quinto lugar, somando agora 17 pontos.

Apesar do grande volume de ataque, da maior posse de bola (51,9%) e de ter mantido uma boa média de 86% de passes certos, o Orlando City não conseguiu traduzir as 12 finalizações em gols. O jovem atacante canadense Cyle Larin quase marcou três vezes nos primeiros 30 minutos de jogo.

Foi exatamente aos 30 da etapa inicial, que o capitão Kaká fintou na esquerda do campo de ataque e cruzou para Larin. O atacante da seleção do Canadá tentou o gol de letra, mas a bola escapou entre as pernas.

Dois minutos mais tarde, foi o meia argentino Ignácio Piatti, do Montreal Impact, quem criou uma grande chance, ao bater forte de fora da área, usando a perna direita. O goleiro do Orlando City, Tally Hall, fez uma linda defesa, buscando a bola rasteira no canto direito.

O Impact conquistou cinco escanteios no primeiro tempo. Em um deles, o volante italiano Marco Donadel botou a bola no bico da pequena área. O lateral-esquerdo Donny Toia acelereou e desviou de cabeça, tirando do alcance de Tally Hall e abrindo o placar para a equipe canadense, aos 36 minutos.

Kaká tentou descontar com um chute de fora da área aos 39. A bola foi desviada pela defesa. Na jogada seguinte, o meia brasileiro – camisa 10 dos Lions – rolou para o volante colombiano Cristian Higuita chutar de frente para o gol. Higuita bateu forte, mas a bola passou por cima da meta.

Aos dois minutos do segundo tempo, o zagueiro francês Collin deixou o campo com dores na parte posterior da coxa esquerda. O norte-americano Seb Hines o substituiu.

O lateral-esquerdo Luke Boden fez um grande esforço a partir dos cinco minutos, realizando um desarme difícil para cima de Andrés Romero, quando o atacante argentino invadia a grande área sozinho, de frente para o gol. Boden ainda colocaria Cyle Larin em ótima condição para marcar em um longo lançamento, mas a bola saiu por cima do gol.

Aos oito, o meia inglês Lewis Neal passou para Larin, que girou, limpando o zagueiro na marca do pênalti e finalizando de perna esquerda. A bola passou a poucos centímetros da trave direita.

O atacante colombiano Carlos Rivas substituiu Lewis Neal aos 15 minutos da etapa final.

Aos 19, Larin roubou bola do lateral Toia e passou para Rivas. O colombiano mandou um foguete de perna esquerda, de muito longe, e quase encobriu o goleiro do Impact, Evan Bush, que se esticou para alcançar e fazer a defesa.

O técnico Adrian Heath botou o atacante brasileiro Pedro Ribeiro no jogo aos 32 minutos do segundo tempo, no lugar do volante Cristian Higuita. Pedro não demorou a matar no peito um lançamento de Darwin Cerén. Antes mesmo que a bola tocasse o chão, o mineiro, de Belo Horizonte, finalizou de perna esquerda. O goleiro Bush estava bem posicionado e fez a defesa.

Dentro de menos de três minutos, Brek Shea cruzou de perna esquerda. Pedro cabeceou para o chão, mas, uma vez mais, a bola parou em Bush.

Aos dois minutos dos acréscimos, o zagueiro do Orlando City Seb Hines interceptou um passe do atacante ganês Dominic Oduro, que deixaria Reo-Coker de cara para o goleiro Tally Hall. Mas, no rebote, o próprio Oduro bateu colocado, longe do alcance de Hall, marcando o segundo gol do Impact e fechando o placar em 2 a 0.

Montreal Impact 2×0 Orlando City SC

Estádio: Stade Saputo

Local: Montreal, Canadá

Gols:

MTL: Danny Toia – 35’

MTL: Dominic Oduro – 94’

Cartões:

ORL: Cristian Higuita (amarelo) 46’

MTL: Evan Bush (amarelo) 89′

Escalações: 

Orlando City SC – Tally Hall; Rafael Ramos, Sean St. Ledger, Collin (Seb Hines 58’) e Luke Boden; Cristian Higuita (Pedro Ribeiro 77’), Darwin Cerén, Lewis Neal (Carlos Rivas – 60’), Kaká e Brek Shea; Cyle Larin

Técnico: Adrian Heath

Montreal Impact – Evan Bush; Oyongo, Soumaré, Ciman e Donny Toia; Reo-Coker, Marco Donadel (Patrice Bernier 72’), Andrés Romero, Ignacio Piatti (Calum Mallace 80’) e Maxim Tissot; Jack McInerney (Dominic Oduro 67’)

Técnico: Frank Klopas

Público: 17.820

O Orlando City promoverá um jogo temático brasileiro no dia 18 de julho, promovendo diversas homenagens ao Brasil antes e durante a partida contra o New York Red Bulls em Orlando. Entradas estão à venda em: http://orlan.do/1d1jX3H.

Para mais informações, acompanhe o Orlando City em www.OrlandoCitySC.comFacebookTwitterYouTube e Instagram.