O mérito de ouvir e entender sem julgar

O mérito de ouvir e entender sem julgar

Psicóloga radicada há quase vinte anos nos EUA, Samira Saoud atende junto à clínica “Everyone’s Counseling Center”, em Orlando, em terapias que podem mudar a sua vida. Um passo fundamental na era da mecanização

Edição de junho/2018 – p. 33

O mérito de ouvir e entender sem julgar

Psicóloga radicada nos EUA, Samira Saoud atende junto à clínica “Everyone’s Counseling Center”, em Orlando, e chama a atenção para a necessidade de se buscar ajuda de profissional treinado quando passamos por problema que não conseguimos superá-lo. Ela também explica que a interpretação deturpada de quem somos, a percepção errada do mundo e das pessoas ao nosso redor, podem nos levar a ter problemas criados pela própria mente. Em terapia, atesta que o cliente consegue obter a perspectiva correta para fazer mudanças em sua vida, e informa que pesquisas revelam que  88% das pessoas que buscam terapia afirmam se sentirem melhor logo na primeira consulta.

Assim como o psicólogo Americano Carl Rogers, Samira acredita que quando as pessoas percebem que foram profundamente ouvidas, quase sempre ficam com os olhos lacrimejados. Na verdade, explica a psicóloga, as lágrimas são de alegria, é como se estivessem dizendo:” graças a Deus alguém me ouviu. Existe alguém que sabe o que significa estar na minha pele” comenta. “Mas há lágrimas de tristeza e de dor também”, complementa Samira.

Samira crê, que uma forte aliança terapêutica, um forte vínculo entre terapeuta e cliente por si só é curativo, independentemente das técnicas utilizadas.” Quando dois seres humanos, as duas almas se encontram, há uma troca. Um crescimento e aprendizado. Não só o cliente muda, mas o terapeuta nunca mais é o mesmo também”. Samira acredita que um terapeuta caloroso, amistoso e que realmente se importa com o cliente é a chave para o sucesso de qualquer terapia.

Consultada sobre os diagnósticos mais frequentes, Samira diz que a maioria da sua clientela luta contra depressão, ansiedade e traumas que comumente levam à síndrome do Pânico. “Se eu entretenho pensamentos negativos, depressivos, autodestrutivos, disfuncionais, eu vou me sentir exatamente assim” explica. “Eu não sou o que penso ser, mas aquilo que eu penso ser eu sou. Em outras palavras, assim como o homem pensa ser em seu coração (alma), ele é. A maneira como pensamos interferir diretamente na forma como sentimos e agimos. Tudo nasce na mente; primeiro penso, logo sinto e em seguida ajo”.

Diz a psicóloga que o cliente aprende a identificar os pensamentos e ideias destorcidas que tem a respeito de si, dos que o rodeiam e do mundo, e a desafiá-los e substitui-los por pensamentos saudáveis e que correspondem à realidade. “Muitos problemas dos quais a pessoa se queixa, são às vezes causados  pela maneira errônea como ela interpreta a sua realidade e a si mesma. Muitos passam anos vivendo em um labirinto, andando em círculos”, analisa. “A função do psicólogo é fundamental porque ele segura na mão do cliente e lhe ajuda a encontrar a saída”.

Consultada sobre os desafios enfrentados pelos clientes, disse Samira que os problemas mais frequentes de todas as faixas etárias são depressão e ansiedade. “Os diagnósticos mais comuns são vícios de álcool, drogas, sexo e traumas decorrentes de abuso sexual entre outros. A maneira mais eficaz de se eliminar um problema emocional é enfrentando-o. Não é correto se pensar que o tempo vai resolver porque o tempo só faz acentuá-lo, alerta. “Todos nós, independentemente de nível cultural, social ou econômico temos pelo menos uma pseudo-psicopatologia ou uma psicopatologia (depressão, ansiedade, compulsão, fobia etc.)”

“Problemas, todos nós temos. Mas quando nossos problemas afetam nosso rendimento escolar, nossa performance no trabalho, quando comprometem nossos relacionamentos pessoais, nossa saúde e outras áreas de nossa vida é hora de buscar ajuda. Às vezes, são as pessoas em nossa vida que nos trazem dor e pesar. Então, em vez de reclamar ou esperar que as coisas se resolvam por si só devemos lançar mão da ajuda de um psicólogo”, acrescenta a psicóloga.

“Sentimentos e emoções mentem para nós”

Entre outras técnicas, Samira Saoud utiliza a “Terapia Cognitiva Comportamental”.  Na terapia da fala o cliente aprende, entre outras coisas, a refutar os pensamentos negativos automáticos e a substituí-los por pensamentos saudáveis. “Se uma pessoa entretém pensamentos pessimistas, negativos, depressivos, disfuncionais, ela vai se sentir deprimida e para baixo. Tudo começa na mente. Nem tudo que pensamos ser verdadeiro e real, é verdadeiro e real; nossos sentimentos e emoções mentem para nós. Por isso não podemos acreditar em tudo o que passa pela nossa mente”, adianta.

Samira Saoud defende o tratamento holístico e explica que somos corpo, mente e espírito e devemos cuidar dessas três faculdades se quisermos ter uma vida saudável, plena e satisfatória. “Vivemos em um país de obesos desnutridos; sete em cada dez pessoas na América sofre de carência de vitamina D por exemplo. A deficiência de vitaminas, sais minerais e outros nutrientes essenciais à  saúde é um fator que pode levar à depressão e em casos extremos à demência. Também precisamos ter comunhão com Deus, ter fé e esperança crendo que há um propósito para a nossa vida, e um Deus que nos ama incondicionalmente”, complementa a psicóloga.

A “Everyone’s Counseling Center” dispõe também de um médico psiquiatra que prescreve medicação quando necessária. Também se adere a tendência no meio médico da teleterapia, ou telemedicina (teletherapy, telemedicine). A “Everyone’s Counseling” faz consultas e sessões online à longa distância por meio seguro que garante a confidencialidade  do tratamento.

“Nem todo cliente precisa de medicação, mas todo cliente que toma medicação precisa ser acompanhado por um psicólogo. É sabido no meio dos profissionais de saúde mental, que não existe uma ‘pílula dourada’ que faça o problema de uma pessoa  desaparecer. Enquanto a medicação às vezes é necessária para equilibrar as funções cerebrais, a terapia da fala é imprescindível para buscar a raiz do problema e buscar estratégias para saná-lo”, diz Samira.

A psicóloga lembra que a maioria dos planos de saúde paga sessões com psicólogo, e que um empregador também pode custear o tratamento psicológico do seu empregado, se ele entender que ele precisa de ajuda para ter uma melhor performance no seu trabalho, isto é, EAP (Employee Assistance Program.)

Carreira de sucesso

Samira Saoud concluiu seu mestrado em Psicologia pela “Palm Beach Atlantic University”, nos EUA. No Brasil, aos vinte e três anos se formou advogada e advogou em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ainda como estagiária atuou como assessora do Procurador-Geral da República, junto à Procuradoria-Geral da República no Rio e junto à Décima Terceira Vara Criminal Federal. Também atuou como estagiária de Direito na Terceira Vara Cível da Comarca de Petrópolis. Samira é casada, e mãe de duas jovens e um rapaz na faixa dos vinte anos.

Seu esposo, John, é especialista em tratar alcoolismo e dependência química em geral, e atende pessoas sem plano de saúde por uma quantia simbólica para atender a necessidade cada dia mais crescente de intervenção no uso de heroína, cocaína, maconha, metanfetaminas etc., na comunidade. John tem mais de vinte e cinco anos de experiência no tratamento dessas doenças e há dezoito anos é diretor de um dos maiores  centros residenciais de tratamento para usuários de drogas. Para contatar o John ligue para (407)668-7834.

Serviço

Para marcar consulta com a Samira, ligue para:

Everyone’s Counseling Center

1600, East Robinson St, Orlando, FL 32803

Tel: (407) 423-3327

www.eccflorida.org