O Castelo dos mil espelhos

O Castelo dos mil espelhos

voltar

AGO/2015 – pág. 58

madu

Tempos atrás numa longínqua vila do velho mundo havia um lindo castelo que ficava no alto de um morro, conhecido como o castelo dos mil espelhos. O local era famoso, pois alguns gostavam muito do castelo e outros saiam de lá decepcionados. Totó, um pequeno e feliz cãozinho, certo dia resolveu visitar o castelo para tirar sua própria conclusão. E lá foi ele, morro acima, todo sorridente e feliz, rumo ao castelo, atravessou o jardim e ficou encantado com as flores, com o canto dos passarinhos e com as belas árvores que ladeavam o caminho, até que encontrou uma enorme porta que dava para uma sala repleta de espelhos. Olhou através da porta e surpreendeu-se ao deparar com uma porção de cãozinhos felizes abanando o rabinho e olhando para ele. Sorriu e foi correspondido com 1000 sorrisos, abanou o rabinho e todos abanaram o rabinho pra ele! Totó saiu do castelo pensando: – Nossa que lugar maravilhoso! Que turma feliz! Voltarei outras vezes!

Ao sair, cruzou com outro cãozinho que subia apressadamente o moro, esbarrou em Totó e nem se desculpou. Totó pensou:- que mau humor, pobrezinho!

O outro cãozinho também atravessou o jardim repetindo o trajeto de Totó, mas sequer reparou nos canteiros floridos, nas árvores frondosas e no do azul do céu. Encontrou a porta, olhou através dela e levou um susto, pois se deparou com 1000 olhares hostis que o encaravam, rosnou mostrando os dentes e ficou assustado ao ver 1000 cães rosnando e mostrando os dentre pra ele. Saiu de lá apressadamente pensando: – Que lugar horrível, que turma mau humorada! Nunca mais vou voltar!

Walt Disney dizia: “Se você age bem com a vida, a vida age bem com você!”

Que tal tentar?!


Madu Caetano