Nelson Mandela, Shosholoza, África do Sul e Brasil

Nelson Mandela, Shosholoza, África do Sul e Brasil

 

 

 

voltar

 

mandela

 

A têmpera de Nelson Mandela foi forjada na cadeia e consolidada na busca da liberdade e da democracia.

Seu tempo ocioso foi utilizado para pensar, analisar e traçar um caminho de união, igualdade e democracia para a África do Sul.

A comissão da verdade, instituída por Mandela, ouviu os dois lados da moeda. Puniu quem deveria punir. Uniu e transformou a África do Sul no que é hoje: um país livre e democrático, com respeito às diferenças de cor, de raça, de tendência politica ou religiosa.

Nossos políticos atuais, que também estiveram na cadeia, por pouquíssimo tempo, se comparado aos 27 anos de Mandela, ao contrario, só querem destruir o estado de direito, a democracia e a liberdade.

A comissão da verdade, instituída por Dilma Roussef, escuta somente  um lado, com todo rancor e revanchismo possíveis, aumentando o fosso das diferenças sociais. Pobres contra ricos; Norte e Nordeste contra o Sul; esquerda e direita (conceitos ultrapassados, mas mantidos vivos por quem deles tira proveito).

Quanta diferença…

A cadeia de lá formou um dos maiores estadistas do mundo moderno. A cadeia daqui formou um grupo de …. de …

Será que o erro esta na cadeia.? Ou no tempo de prisão.?

Espero que essa nova temporada na cadeia seja longa o suficiente para que saiam de lá como gente que respeita a constituição, a liberdade e a democracia.

Quando foram detidos como “presos políticos” não aprenderam boas coisas na cadeia. Deu no que deu. Agora, como políticos presos, só Deus sabe o que dali advirá. No mundo inteiro os corruptos, quando presos, ocultam o rosto e outros até se matam. Aqui não. Erguem o braço em sinal de vitória. Vitoria sim… do mal contra o bem, contra a sociedade organizada.

“Não me interessa o quanto os corruptos levam. Me preocupa sim o exemplo que deixam”

Para quem gosta de Nelson Mandela, de musica e da África, recomendo esta canção:

Shosholoza = (Seguindo adiante)

A letra dessa musica surgiu no Zimbabwe, antiga Rodesia. Migrou para a África do Sul através dos mineiros que se deslocavam para as minas, de trem.

O autor é desconhecido. A letra original foi escrita em Zulu, uma das línguas faladas ao Sul do continente. Shosholoza virou o hino da África do Sul, cantada e dançada em todas as situações por brancos e negros.

Shosholoza virou o símbolo da união e identidade da África do Sul, assim como o Rugby, esporte dos brancos, foi adotado pelos negros e o futebol, esporte dos negros, foi adotado pelos brancos.

Diversas composições, ou arranjos musicais, foram feitos para Shosholoza, por compositores brancos e negros, sempre lembrando esse lamento triste e o ritmo do trem.

Helmut Lotti, um branco, fez a “sua” Shosholoza, cujo link vai logo abaixo.

(Em todas as homenagens a Nelson Mandela a musica que se ouve ao fundo é Shosholoza).

 

Ai vai o link para ouvi-la, a letra em Zulu e sua tradução:  http://letras.mus.br/lotti-helmut/666432/

 

shosholoza

Shosholoza

uKle … Zontaba

Stimela siphume South Africa

 

Wen’uyabaleka

Wen’uyabaleka

Kule … Zontaba

Stimela siphume South Africa

 

Shosholoza

Kule … Zontaba

Stimela siphume South Africa

 

Wen’uyabaleka

Wen’uyabaleka

Kule … Zontaba

Stimela siphume South Africa

 

Seguindo Adiante

Seguindo adiante

Através destas montanhas

Trem da África do Sul

 

Você está indo embora

Você está indo embora

Através destas montanhas

Trem da África do Sul

 

Seguindo adiante

Através destas montanhas

Trem da África do Sul

 

Você está indo embora

Você está indo embora

Através destas montanhas

Trem da África do Sul