Mamães brasileiras e famosas em Orlando

Conheça mamães famosas que vivem a experiência da maternidade na terra do Mickey

Edição de  maio/2018 – pág. 05

Mamães brasileiras e famosas em Orlando

Há quase um ano, a estrela Nívea Stelmann trocou o calor do Rio de Janeiro pelo calor da Flórida. Ela e a família hoje moram em Orlando e, sendo mãe de dois filhos, uma das maiores preocupações da atriz e apresentadora é que as crianças aproveitem a cidade e se divirtam. Nívea, que tem no currículo mais de 20 anos de experiência em novelas, filmes e teatro orgulha-se do papel que ela mesma escreve, que é a maternidade. A rotina da atriz é bem parecida como a toda mamãe: levar filhos para escola, vai ao trabalho, busca os filhos, leva para o futebol… Tem que ser supermãe? “Tem! Mas no fundo todas nós somos. A mulher tem o dom de se multiplicar e fazer mil coisas ao mesmo tempo. Acho maravilhosa essa vida sem rotina”, conta a atriz.

Nívea e os filhos, Bruna e Miguel. (Foto: arquivo pessoal)

Stelmann é mãe da Bruna, de três anos, e do Miguel, de 13. Os filhos, que adoram Orlando, curtem a vida ao ar livre e a segurança da cidade. “As crianças amam Orlando. Eu queria voltar a viver no interior, nasci em Paraíba do Sul (interior do Rio), um lugar tranquilo e ao mesmo tempo que tivesse acesso a tudo de mais moderno e contemporâneo. Orlando é um mix de tudo e ainda temos a nossa grande paixão que é a Disney”, explica a mamãe. Nívea, que hoje apresenta um programa direcionado à comunidade brasileira na Flórida, não esconde a paixão pela nova cidade. E qual o passeio favorito dela com os filhos? Disney! Na verdade gostamos de tudo. Boliche, cinema, passeios ao shopping, comer fora. Ainda achamos tudo novidade. Uma tarde em uma farmácia ou um supermercado enorme vendo coisinhas já é muito legal!”, conta a mamãe coruja.

Na hora de mudar para outro país, as crianças foram a preocupação da Nívea, afinal de contas, mudar tudo ao redor, inclusive o idioma, não é uma experiência fácil. Mas os pequenos são espertos e se adaptaram com facilidade. O Miguel se adaptou muito rápido porque ele veio de uma Escola Suiça, foi alfabetizado em Alemão. Então o inglês pra ele foi muito rápido. E com a quantidade de brasileiros aqui, não sentiu falta de nada. A Bruna teve mais dificuldade, afinal chegou com três anos e mal falava português. Agora ninguém mais quer voltar!”, relata a atriz que coleciona fotos com os filhos em vários pontos da cidade, especialmente, claro, nos parques da Disney.

Essa paixão pela cidade é a mesma a atriz Bruna di Tullio tem. Ela conta que já morou em Los Angeles mas é em Orlando que ela se sente mais confortável pra curtir a maternidade. “Ser mãe é maravilhoso em qualquer lugar. Eu não me imagino sem meus ‘pirulitinhos’, mas eu gosto muito da minha vida aqui. Ser mãe em Orlando é uma loucura, é correr, é sempre ter sol, é passear de bicicleta, ir no parquinho”, conta a mamãe do Vicente e do Daniel. Bruna, que assim como Nívea também morava no Rio, destaca a natureza da cidade como um diferencial para a rotina das crianças. “Eu nunca vi tanto bicho quanto vejo em Orlando! Perto de casa tem tartaruga, esquilo, guaxinim, sem contar os crocodilos que passeiam pelos lagos”, ri a atriz.

Mamãe Bruna, o esposo e os dois “pirulitinhos”. (Foto: arquivo pessoal)

Também atriz, Bruna estrelou várias novelas na Globo e na Record, além de teatro e cinema. Ela mudou para os Estados Unidos há cerca de 4 anos e hoje, como porta-voz do Harvest English Institute, vive em ponte aérea entre Orlando e Los Angeles, justamente por não abrir mão de morar na cidade. “Eu poderia ter ficado lá (em Los Angeles). Mas a gente optou realmente por eu ir e vir, para as crianças ficarem aqui. Eles amam essa cidade. O Vicente sempre fala ‘mamãe, essa cidade é a mais legal do mundo!’. E eu fico muito feliz porque eu acho que a maternidade é uma responsabilidade muito grande”, confessa di Tullio.

A maior parte da maternidade de Bruna foi em terras americanas, mas ela faz questão de reforçar a cultura brasileira dentro de casa, seja falando com os filhos em português, seja promovendo interação entre os pequenos e a comunidade brasileira da Flórida, que é gigantesca. “A comida deles em casa é brasileira, mas quando eles saem eles comem comida americana, japonesa, etc. O Vicente veio muito pequeno para cá, então ele passou pela que fase de adaptação, mas foi muito rápido. O Daniel nasceu aqui, então pra ele tá tudo certo. Acho que quem sofre mesmo mais com a adaptação são pais, as crianças tiram de letra. Tendo criança pra brincar, eles dão um jeito. Eles falam chinês em três segundos se for preciso!”, enfatiza a atriz.

Bruna conta que adora sair com as crianças ao ar livre para aproveitar as paisagens bonitas e, claro, o sol da cidade. “Semana passada a gente saiu para colher blue Berry! A gente sai para os lugares de bicicleta, para fazer piquenique, ir para os parquinhos públicos. É claro que a gente vai pra Disney, né, mas é tipo uma vez a cada quinze dias, ficamos umas horas por lá. Se você curte o ar livre, aqui tem tudo e mais um pouco. A gente passeia muito!”, declara Bruna.

Quem também escolheu ser mamãe nos Estados Unidos foi a Juliane Almeida. Ela, que ficou famosa como “morena do É o Tchan”, deu à luz ao seu primeiro filho, Michael, em pleno dia das mães, no último dia 13 de maio. Ju conta que o maior diferencial em ser mamãe em Orlando é a segurança. “A sensação de ter meu filho em Orlando é que ele vai ficar longe de violência e corrupção. Isso já é um alívio. Adoro a cidade, aqui é muito tranquilo e tem muitas atividades para crianças. Fora que tem muito brasileiro e me sinto em casa”, conta.

Ju, o esposo Michell Moraes, e o primeiro filho do casal. (Foto: arquivo pessoal)

A ex-morena do Tchan, que dançou no grupo por seis anos, hoje também tem um canal no Youtube sobre bem-estar feminino, maternidade e autoestima, o “Vida de Mulher”. Por lá, dá dicas sobre gestação, exercícios, compras e várias outras atividades e informações do universo tipicamente feminino. A gestão e sua rotina nos Estados Unidos foi intimamente acompanhado pelos mais de 100 mil seguidores que morena tem no Youtube e mais de 51 mil no Instagram.  Ju teve o filho de parto normal e fala que a experiência foi memorável. “Não foi fácil: dancei, agachei, usei bola, pensei em métodos para aliviar a dor 300 vezes, quase pensei em desistir, mas depois me senti a Mulher Maravilha. O parto normal é lindo! Agora estou babando a cria! Ele chegou para mudar as nossas vidas!”, destaca a mamãe, toda orgulhosa.

Morando na Cidade do Mickey, ela conta que o personagem não poderia faltar no enxoval. “Tem muito Mickey no meu enxoval! Roupas, saltinhos… o personagem favorito dessa cidade não pode faltar”, revela. Juliana, que é de São Paulo, mas mora nos Estados Unidos há mais de 3 anos, conta que a parte mais difícil de ser mamãe longe de casa é a distância da família. “Ser mãe em outro país é difícil. Ficar longe da família, se comunicar por fotos e vídeo conferência, mas no parto minha mãe e meu pai estarão aqui. Acho que nunca nos sentimos preparada o suficiente, mas acho que Deus nos capacita e na hora tudo deu certo”, confessa a mamãe do Michael que agora vai curtir o filhote. Vida longa ao pequeno e felicidades a essas supermães que abrilhantam a encantadora Orlando.