Jed Bush oficializa candidatura à presidência dos Estados Unidos

Jed Bush oficializa candidatura à presidência dos Estados Unidos

Jeb Bush lança candidatura à presidência dos Estados Unidos em Miami, em 15 de junho de 2015. Foto: Andrew Patron/AFP
Jeb Bush lança candidatura à presidência dos Estados Unidos em Miami, em 15 de junho de 2015. Foto: Andrew Patron/AFP

O republicano Jeb Bush, irmão caçula do ex-presidente George Bush, anunciou ontem (15/06) o lançamento de sua pré-candidatura à presidência da República dos Estados Unidos, para as eleições do ano que vem. Durante o anúncio, ele já se posicionou contra a reaproximação do governo norte-americano com Cuba e defendeu o Estado de Israel. Bush é considerado um dos favoritos entre os pré-candidatos do partido Repúblicano.

“Decidi ser candidato.” Em tom crítico, afirmou seu posicionamento contrário à administração democrata de Barack Obama. “Meu governo está com o valente Estado de Israel. Não necessitamos ir a Havana apoiar uma Cuba falida”.

Ex-governador da Flórida, ele lançou sua candidatura em uma universidade da cidade de Miami. O anúncio da pré-candidatura era esperada desde de dezembro do ano passado. Desde então, Jeb viajava pelo país em busca de apoio e financiamento para uma possível campanha.

A imprensa dos Estados Unidos destacou o fato de Jeb ter escolhido a Flórida para o lançamento da pré-campanha. Primeiro, porque ele escolheu sua cidade natal. Depois, porque ele precisa vencer outro pré-candidato dos republicanos, o senador Marco Rubio, filho de cubanos e um dos nomes mais expressivos do partido.

Nas pesquisas de intenção de voto, Rubio aparece em crescimento. Ele anunciou a campanha em abril, logo após o anúncio da democrata Hilary Clinton.

Pesquisa divulgada pela rede CNN indica que Rubio tem 14% das intenções de voto entre os republicanos e Bush 13%, o que indica um empate técnico. Atrás dos dois aparecem Mike Huckabee, ex-governador do Arkansas, com 10%.

No lançamento da campanha, Jeb também buscou o apoio do voto latino, defendendo a reforma migratória. Ele é casado com uma mexicana e fala espanhol fluentemente.

A reforma migratória prometida pelo governo Barack Obama não foi concretizada, mas a promessa existe desde seu primeiro mandato. Até o momento, os republicanos têm 11 aspirantes oficializados à presidência. O Partido Democrata tem quatro pré-candidatos. A favorita é Hillary Clinton, ex-secretária de Estado da administração Obama.

Fonte: Agência Brasil