HandDry: Novidade brasileira chegando aos Estados Unidos

HandDry: Novidade brasileira chegando aos Estados Unidos

Edição de setembro/2018 – p. 42

HandDry: Novidade brasileira chegando aos Estados Unidos

Com ou sem crise, os produtos brasileiros continuam conquistando consumidores em todo o mundo, e exportar continua sim sendo a palavra de ordem. Inicialmente desenvolvido para atender o segmento de esportes, o HandDry – gel que repele o suor das mãos – promete chegar ao mercado norte-americano ainda em 2018. Segundo Matheus Paschoal, 38 anos, responsável por desenvolver o produto, ‘o Brasil é um país super burocrático, e por esse motivo estimamos que somente a partir de outubro o produto seja comercializado nos Estados Unidos’.

Se no segmento de esportes o HandDry All Sports já está consolidado, a promessa agora é conquistar também o mercado musical com o novo HandDry Drummer Grip. Recomendado para ser utilizado por bateristas, o HandDry Drummer Grip vem sendo testado e aprovado por profissionais da área. Confira a seguir entrevista exclusiva com Matheus Paschoal para o Nossa Gente.

Nossa gente – Como surgiu a ideia de desenvolver o HandDry?

Matheus Paschoal – Surgiu em virtude da carência de produtos com as características do HandDry no mercado brasileiro. Muitos atletas amadores e profissionais sentem a necessidade de uma melhor aderência nas mãos, uma vez que o suor acaba sendo o vilão do alto desempenho.

NG – Foi uma iniciativa exclusivamente sua ou em parceria com alguma empresa?

MP – Praticamente só minha e de minha esposa. Meu pai já vinha desenvolvendo algo parecido, só que de forma artesanal. Podemos dizer que ali nascia o embrião do HandDry All Sports.

NG – Entre o início do projeto e a comercialização qual foi o tempo despendido?

MP – Acredito que dois anos. Poderia ter sido menos, mas no Brasil alguns processos são muito burocráticos.

NG – Como você chegou a fórmula ideal para a finalidade que pretendia atingir?

MP – Para começar usei três componentes, e a partir deles chegamos a um produto final muito superior aos existentes, segundo a opinião de vários atletas que já utilizam o HandDry All Sports.

NG – Quantas empresas estão envolvidas no processo de fabricação?

MP – Basicamente duas. A terceirizada que envasa o produto e a empresa que produz a embalagem.

Melhor Performance na Música e nos Esportes

NG – O produto HandDry já é um sucesso no Brasil quando os assuntos são esportes e música.

MP – No esporte o produto está bem consolidado e crescendo em vendas. Para ter uma ideia, hoje recebi um feedback super positivo dos atletas de tiro livre. Eles acharam o HandDry All Sports melhor e mais durável que o produto importado. No segmento musical nós estamos no início, mas a resposta vem sendo muito positiva. Vejo no mercado da música um potencial enorme para o HandDry Drummer Grip.

NG – Por favor cite quais profissionais usam a linha All Sports.

MP – No esporte temos Guilherme Malheiros (crossfit) Gabriela Valenciano (crossfit), Nicolas Santos (tênis), Thaisa Pedreti (tênis), Gustavo Heide (tênis) e Serena Pires (pole sports).

NG – Para quais esportes o HandDry foi testado aprovado e hoje vendo sendo utilizado?

MP – Hoje o produto vem sendo utilizado em esportes como o tênis, crossfit, pole sports, tiro, boliche, levantamento de peso e escalada, mas acredito que existem muitos outros esportes onde o HandDry possa ser aplicado com sucesso.

NG – Quais os profissionais da área de música aprovaram e usam o Drummer Grip?

MP – Bateristas como o Sallaberry, Carlos Balla, Maguinho Alcântara, Sergio Melo, Caio Cunha, Bruno Graveto, Marcio Zazir, Omar Guedes, Vini Gomes, Rafa Adorno, Giba Favery e muitos outros.

NG – Ambos os produtos têm a mesma fórmula?

MP – Sim, a mesma fórmula.

NG – A distribuição nos Estados Unidos será realizada pela Star Musix. A proposta é inserir a linha All Sports e Drummer Grip ao mesmo tempo?

MP – Serão feitos trabalhos distintos em ambas as áreas, mas o enfoque maior será no segmento musical onde o produto é muito inovador.

NG – Qual a data estimada para o produto ser comercializado nos Estados Unidos?

MP – Conforme comentei inicialmente, o Brasil é um país super burocrático, e por esse motivo estimamos que somente a partir de outubro seja comercializado.

NG – Como você vê o HandDry em relação aos concorrentes norte-americanos?

MP – Com todo respeito aos concorrentes, vejo claramente a possibilidade de crescimento no mercado norte-americano, pois segundo o retorno que temos de nossos clientes, o HandDry é melhor e mais durável, e isso nos encoraja a investir no mercado norte-americano.

NG – Além de música e esportes, você tem planos para inserir o produto em outros segmentos?

MP – Se descobrirmos, com o passar do tempo, novas áreas onde o HandDry possa atuar com sucesso, com certeza iremos investir nelas.

Serviço

Star Musix – Distribuidor dos produtos HandDry para o mercado norte-americano.

Informações e vendas: sales@star-musix.com