Estudante é acusado de transmitir HIV deliberadamente nos EUA

Estudante é acusado de transmitir HIV deliberadamente nos EUA

Polícia descobriu mais de 30 vídeos que mostram sexo desprotegido.
Jovem de 22 anos foi preso e pode ser condenado a prisão perpétua.

Michael “Tiger” Johnson ao ser preso nos EUA (Foto: Divulgação/St Charles Police Department)
Michael “Tiger” Johnson ao ser preso nos EUA
(Foto: Divulgação/St Charles Police Department)

Um estudante de 22 anos foi formalmente acusado pelas autoridades do estado de Missouri, nos Estados Unidos, por transmitir deliberadamente o vírus HIV. Mais de 30 pessoas podem ter sido contaminadas – a polícia descobriu dezenas de vídeos que mostram o acusando fazendo sexo desprotegido com diversas pessoas, segundo a emissora “KMOV”.

Michael “Tiger” Johnson foi acusado em outubro por expor seus parceiros sexuais ao risco de se contaminar com o HIV. Recentemente, a polícia descobriu os vídeos que eram gravados pelo acusado.

Segundo a promotoria do contado de St. Charles, 32 vídeos com atividades sexuais do acusado foram encontrados. De acordo com o promotor Tim Lohmar, 31 pessoas diferentes, ainda não identificadas, são vistas nas imagens, feitas em um intervalo de quatro meses.

A maior parte dos vídeos foi feita no campus da Universidade de Lindenwood.
“É seguro dizer que a maior parte dos vídeos foi feita em seu quarto no alojamento. Sabemos disso porque é possível reconhecer os móveis”, disse o promotor.

As autoridades acreditam que os parceiros que foram registrados não sabiam que Michael é HIV positivo nem que a relação estava sendo filmado. Por isso, o promotor pediu que potenciais vítimas se apresentem imediatamente.

A universidade informou que vai auxiliar na identificação dos envolvidos.

O estudante foi preso, e se for condenado por transmitir HIV deliberadamente, poderá pegar a pena de prisão perpétua.

Fonte: g1.globo.com