Em 2017, 2.7 milhões de pessoas usaram Airbnb na Flórida

Em 2017, 2.7 milhões de pessoas usaram Airbnb na Flórida

Edição de janeiro/2018 – p. 29

O Airbnb da Flórida anunciou que o aluguel de casas trouxe 2.7 milhões de visitantes em 2017 e gerou $450 milhões para seus anfitriões. Atualmente, há 40.000 anfitriões na Flórida que dividem a própria casa ou a casa de férias por intermédio dos Airbnbs e cada anfitrião ganha em média $6.700 anuais (informação dada pela Airbnb).

Entre as regiões da Flórida, o Orange County (que inclui a área de Orlando) ficou em quarto lugar em número de visitantes usando aluguéis dessa companhia. Em média, 229.500 pessoas ficaram hospedadas em propriedades na região, gerando $25 milhões para os anfitriões. O Osceola County (área da cidade de Kissimmee) ficou em segundo lugar, com 358.400 visitantes, com $39.6 milhões. Em primeiro lugar está Miami-Dade (667.200 visitantes), gerando $134.6 milhões para os anfitriões.

“Aluguel de casas de férias apresenta um grande impacto para a indústria do turismo local e para a economia geral da Flórida”, disse o senador Greg Steube de Sarasota. No município de Osceola, o Airbnb e uma construtora de Miami estão criando o que eles chamam de uma subdivisão diferenciada de apartamentos, em que os inquilinos podem alugar os imóveis por um período de até seis meses. Os apartamentos, que custarão entre $1.300 a $2.000 por mês de aluguel, deverão estar prontos no começo de 2018.

Algumas subdivisões estudam como regularizar o popular Airbnb. Em dezembro, a cidade de Orlando aprovou a mudança que permite ao proprietário de um imóvel poder alugar uma parte do seu espaço por temporada, mas somente se o dono viver nessa propriedade no mesmo período, o que é chamado de “hosted rental”. Os que alugarem suas casas nessa modalidade sem morarem lá estarão violando as regras da cidade.

Parte da indústria hoteleira é contra, dizendo que as casas alugadas pelo Airbnb poderão tornar-se casas de festa e os vizinhos não poderão fazer nada. O senador Steube disse que “devemos proteger os direitos das propriedades privadas na Flórida, para que seus proprietários possam continuar participando da economia com seus aluguéis de temporada e oferecendo opções adicionais aos que viajam ao nosso estado”.

Observação: Se você é proprietário de um imóvel e pensa em alugá-lo por temporada, verifique se o seu condomínio e município permitem. Se for inquilino, verifique se o contrato de aluguel, condomínio e município permitem.