Decorando com fibras e móveis artesanais

Decorando com fibras e móveis artesanais

voltar

NOV/2016 – pág. 48

rattan-sala-01-730x487

O rattan é a fibra extraída do caule de uma palmeira da Ásia e Oceania. É cheio de espinhos, que os artesãos precisam retirar antes de curvar e trabalhar as fibras. – O Callamus rotang é conhecida como rottin (francês), rotting (holandês), rotim (português). O rattan é aconchegante e gostoso de olhar porque remete a natureza. É sustentável, porque tem crescimento rápido, de 4 a 6 anos e sua retirada de tempos em tempos até ajuda o desenvolvimento das florestas, porque “desafoga” árvores grandes sufocadas por ele (é uma palmeira trepadeira, que se enrola e sobe nas outras).

Leve, maleável e bem resistente, é um dos materiais mais versáteis que existe. De mini cestinhas a grandes sofás e até forro de telhado, tudo dá para fazer com ele.

pp-rwhb01-x-L

Há muito tempo os móveis artesanais deixaram de ser característicos apenas de ambientes rústicos como fazendas, casas de campo e praia, sendo uma tendência hoje, a sua combinação em ambientes modernos e sofisticados, ou seja, contrapor o rústico ao sofisticado, dando ao ambiente uma decoração de charme ímpar e aspecto elegante. Hoje, com design contemporâneo, as peças de fibra trançada estão invadindo espaços nobres da casa e mesmo dos escritórios. Na decoração de interiores, a trama do rattan adiciona textura e linhas curvas que distraem o olhar e este contraste, quebra o ar mais frio dos móveis contemporâneos, conferindo um ar de sofisticação e contemporaneidade à decoração dos ambientes mais minimalistas. Normalmente, cores como bege, marrom ou texturas amadeiradas são a perfeita combinação entre ambos. Uma poltrona de rattan, por exemplo, pode ser usada tanto na sala quanto no quarto.

cadeira-de-balanço

Em ambientes internos, dependendo da peça escolhida, também é possível representar um estilo mais étnico, utilizando até pequenas peças em rattan. Dentre os benefícios em utilizar o rattan na decoração dos mais variados tipos de ambiente, está o aconchego, a sofisticação, a simplicidade e a elegância.

Nesta matéria, falo mais especificamente do rattan, sendo que no Brasil, é comum chamar de rattan qualquer trançado em fibra, seja em vime, junco, ou cana da índia (esta última na verdade um tipo de bambu). O Junco é proveniente em sua maioria da região norte do país, sendo um cipó extremamente forte e semelhante ao rattan. O junco natural necessita de um processo manual de preparo, onde é cozido e rachado para depois ser utilizado pelos artesãos. Todos são ótimos, desde que usados em móveis de qualidade e com um bom desenho.

Manutenção e limpeza

Bem cuidado, os móveis em rattan podem durar muitos anos – até gerações. O importante é mantê-lo, sempre limpo e protegido do tempo. Como toda fibra natural, ele não é feito para ficar exposto a chuva ou sol, mesmo que seja tratado contra fungos, brocas e outros insetos, como são os nossos móveis. Se você deseja móveis para áreas externas, dê preferência às fibras sintéticas. Se sua peça for de fibra natural, deve mantê-la sempre em locais abrigados. Para limpar, usar só uma flanela seca.  Se for preciso remover alguma sujeira mais pesada, passar um pano macio umedecido em solução de água e sabão neutro com flanela e secar imediatamente. Na parte trançada, usar uma escova pequena seca para limpar as fendas. Com esses cuidados, seu móvel de rattan vai durar muitos anos como cara de novo. Espero que gostaram das idéias. Até a próxima!


Viviane Sperb
Arquiteta
viviane@nossagente.net