Conte com a ajuda do Estado da Flórida

Conte com a ajuda do Estado da Flórida

voltar

SET/15 – pág. 35

PrintO Estado da Flórida é o único estado americano que tem um departamento especializado para colaborar com novos, pequenos e médios negócios, e está preparado para dar suporte a todos os estágios do seu empreendimento. Não saberia dizer se é um departamento ou um programa muito organizado pelo governo para cuidar da incubação dos negócios.

Esse sistema está disponível através do FSBDC, departamento do Estado que, desde 1976, auxilia negócios emergentes e em crescimento com consultores profissionais e mecanismos de informação que ajudam na hora de tomar decisões complexas e de vital importância para seu negócio, em um mercado constantemente mutante como é a dinâmica atual dos negócios.

Além disso, o FSBDC oferece consultoria sem custos, treinamento e pesquisas de mercado. A rede de informática do FSBDC disponibiliza ferramentas específicas e de alta qualidade para aceleração de crescimento e negócios internacionais, assim como a participação em fornecimento ao governo.

O Website da FSBDC: Floridasbdc.org.

Aqui, encontram-se uma série de especialidades de suporte oferecidas pelos consultores e que devem ser usadas, principalmente quando se está em alguma situação listada abaixo:

Novos Negócios

  • Eles querem que o website seja consultado antes de se começar o negócio para localizar o centro de consultoria da FSBDC mais próximo de você. Algumas das mais importantes universidades do Estado da Flórida e centro de pesquisas estão à disposição para ajudar. Sempre orientado pelo website, procure ajuda para quando for abrir seu próximo negócio ou tiver a ideia de começar alguma atividade comercial.

Negócios já implantados

  • Quando seu negócio já está aberto e precisa de ajuda para ampliar, procurar novos clientes e fornecedores ou expandir para outra área, não deixe de pedir o auxílio dos experts. Eles, sem dúvida, têm algo a acrescentar. Não pense em usar somente seus instintos porque o negócio está crescendo. Talvez exista algo que não se esteja vendo no seu próprio potencial e que pode alavancar um passo no crescimento.

Acredite nos departamentos subsidiados pelo governo. No site mencionado, haverá muitas histórias de sucesso com uma grande capacidade de se envolver em áreas aonde talvez nunca tenha imaginado levar o seu empreendedorismo.
Nós sabemos que este país é feito de histórias de sucesso, mas, às vezes, ficamos imaginando como se consegue fazer isso. Talvez aqui se tenha uma das respostas. É importante descobrir, no site, se há algum elo perdido que pode ser exatamente o que falta para seu negócio ter sucesso.

Eventos e Seminários

Inscreva-se e participe em algum desses eventos para ter ideias e conhecer pessoas que talvez tenham o mesmo problema ou buscam as mesmas ideias que você. Somente a aproximação de pessoas com problemas convergentes podem levar a caminhos mais seguros a serem trilhados. Grande número de network proporcionar-lhe-á suporte para as horas de dúvida.

Recursos

Obviamente, não respondi, nem vi no site, nem sei a resposta para o fator financeiro. Toda vez que converso com alguém sobre o tema de consultoria e de ajuda de experts, a pergunta é: Como conseguir levantar dinheiro, como obter financiamento, incentivo etc.?

Aqui, está a resposta antes da resposta. Aproximando-se desse grupo e desses experts, eles mesmos lhe auxiliam a montar seu business plan que fará sentido para o outro lado do negócio: os investidores e financiadores. Sem ter uma base consistente e de grande reputação por trás de uma apresentação, como a opinião desses experts, fica muito difícil que algum dos financistas lhe dê atenção.

Não se esqueça de que mulheres empreendedoras têm regalias e estrangeiros são considerados minoria e mais aceitos em certos casos como fornecedores do que os próprios grandes negócios.

Em Roma como os romanos

Lembre-se de pensar como os americanos pensam e entender como eles negociam. O governo quer que você dê certo, ganhe dinheiro para pagar mais imposto de renda, gere empregos para que mais pessoas comprem, pois, com mais pessoas comprando, as empresas geram mais lucros e mais impostos – verdadeiro círculo “virtuoso”.


Antonio Romano
www.atlanticexpress4.com
antonioromano@gmail.com