Como fazer seu Marketing Pessoal e de seus Serviços

Como fazer seu Marketing Pessoal e de seus Serviços

Edição de junho/2017 – pág. 22

Tradução: Amanda Peter

Neste artigo, tentarei ser o mais direto possível, já que o tema é tão complexo. Aqui abaixo, você encontrará três dicas importantes para que você efetivamente, comercialize-se, bem como os produtos e serviços que você possui. Mas primeiro, vou lhe dar uma introdução para você entender melhor “mais tarde”. Então eu vou comentar um cenário: “Tenho um site para compositores, então eu tenho tendência a fazer tweet de muitas dicas de música e citações de compositores famosos”, disse uma cantora e compositora que eu não conhecia em uma conversa, anteriormente quando ela se aproximou para comentar sobre uma citação que postei, e isso nos levou a uma pequena conversa no twitter. A conversa terminou com ela dizendo: “É um prazer conhecê-lo hoje. Por sinal, aqui estão algumas das minhas músicas”. Isto foi seguido por um link para sua música. Acabei compartilhando seu link, e ela voltou mais tarde para me agradecer pela atenção que direcionei ao site dela.

Essa interação provocou um segundo seguidor dias depois, dizendo “Ei, venha verificar minha última música”, seguido de um link para sua música. Não houve uma interação anterior entre nós, e minha reação foi simplesmente ignorar sua postagem. Eu não queria ser chato ou algo parecido, era apenas uma reação espontânea baseada no que ele disse. Ele não estava tentando me conhecer nem me envolver em conversas. Havia apenas uma esperança de que eu promovesse suas coisas. Infelizmente, esse tipo de interação é muito mais comum do que o primeiro sobre o qual falei. O problema é que simplesmente não funciona.

Estar à frente das pessoas não é suficiente. Você tem que saber como chegar na frente delas, fazendo suas reações iniciais serem positivas, assim elas vão querer interagir com você e ser seu fã, seguidor ou aluno. Mas, infelizmente, muitos donos de empresas, músicos, artistas e outras pessoas criativas que procuram promover coisas na web, simplesmente não tomam o tempo para considerar isso e, como resultado, ficaram pensando por que ninguém quer comprar o que eles estão vendendo. Se você deseja chegar a algum lugar, você precisa aprender a se comercializar. Com isso dito, vejamos três dicas importantes para provocar reações positivas em potenciais clientes e fãs.

1. Fale com uma pessoa

Claro, como uma pessoa criativa, você deseja atrair as massas. Você quer uma tonelada de pessoas amando e promovendo o que você criou. Entendi. Mas uma coisa que você precisa perceber quando você está fazendo marketing é que é melhor abordar pessoas diretamente para que as chances de chamar atenção de alguém sejam maiores. Por exemplo, digamos que você se inscreveu para a lista de e-mail de uma banda em um de seus shows. Qual das seguintes frases de abertura seria mais provável de atrair sua atenção como leitor?

A. “Ei pessoal – Queremos agradecer a todos por terem vindo ao nosso último show. Agradecemos por sua presença e espero que vocês possam ir ao nosso próximo show em…”
OU
B. “Ei Pedro – Queremos te agradecer por ter vindo ao nosso último show. Agradecemos que por sua presença e espero que você possa ir ao nosso próximo show em…”

Você não acha que o segundo foi muito mais direcionado para você, especificamente (bem, assumindo que seu nome é Pedro)? O segundo é muito mais provável de obter a atenção dos seus leitores. Há um desprendimento subconsciente que acontece quando lemos frases como “ei todos vocês”. Isso nos faz sentir como um rosto na multidão, e nós nos separamos. Mas quando falam conosco diretamente, nós somos muito mais propensos a responder.

Para obter bons resultados nesta técnica, uma excelente abordagem de marketing é criar um avatar de seu fã típico. Escreva o nome, idade, gênero, ocupação, etc. de um de seus fãs. Pode ser alguém inventado, que você sente que representa sua base de fãs adequadamente, ou pode ser um fã seu ou leitor real. Toda vez que você escreve um e-mail, tweet ou postagem do Facebook, mantenha essa pessoa em mente. Imagine que você está escrevendo para ele e não para todos na internet. Isso ajudará você a manter seus leitores envolvidos com suas publicações, porque enquanto diz coisas como “Olá, Salvador” é descolado no palco, isso simplesmente não se aplica quando você está se comercializando.

2. Dê valor

Outro grande erro que muita gente criativa faz é que eles não fazem suas promoções sobre seus fãs. Eles as fazem sobre si mesmos. Eles dizem coisas como “Nós realmente apreciamos que você veio para o nosso show. Isso significaria muito para nós”. Isso é focado no interior. Pode funcionar com a mãe e os irmãos, mas isso não vai atrair alguém que seja um observador casual. Na verdade, provavelmente irá afastar esse observador casual, porque é uma afirmação muito egoísta.

Conheço muitos músicos no Brasil e nos EUA, e eles são brasileiros, americanos, mexicanos, argentinos, alemães, etc. e outra frase que vejo muito no mundo da música é “escute minhas músicas e me fale o que você pensa.” Há duas razões pelas quais essa frase é uma má ideia: 1. Mais uma vez, é egoísta. É tudo sobre o artista que postou, o que significa que outras pessoas provavelmente não se importarão. E, 2. É falso. Eles provavelmente não querem realmente saber o que você acha, a menos que você ame. Se você odiar a música deles, eles não vão querer que você poste isso na página. Eu recomendo ficar completamente longe dessa frase nas publicações on-line. Faça exatamente o oposto. Em vez disso, fale sobre os benefícios que eles terão ao comprar seu produto, ou trocando seus endereço de e-mail por um brinde. Deixe-os saber por que será uma experiência positiva para eles. As pessoas respondem ao que os faz sentir bem, então faça com que se sintam bem. Não basta falar sobre você. O tema favorito de todos são eles mesmos, e não outra pessoa. Use essa informação em sua vantagem quando você estiver promovendo o que você faz.

3. Construa relacionamentos

Uma das melhores maneiras de se comercializar e vender seus produtos é criar relacionamentos. Isso se aplica não só a pessoas que podem te ajudar a avançar em sua carreira, como empresários, mas também aos seus fãs, clientes ou leitores. No que diz respeito à construção de relacionamentos com seus fãs, se você estivesse na multidão para uma convenção, por exemplo, você não seria muito mais propenso a comprar um produto do orador se ele o chamasse para uma conversa agradável depois? E se você receber uma lista de e-mails de seus fãs, você pode continuar o relacionamento com eles, oferecendo-lhes coisas legais em seus e-mails. E quanto a outros empresários ou mentores que podem ajudar sua carreira em longo prazo, a construção de relacionamentos com eles também é importante. Você ouviu a frase “é tudo sobre contatos”. Bem, comece a conhecer pessoas. Mas, novamente, é sobre eles. Não tente construir relacionamentos com as pessoas, vendo o que podem fazer por você. Ninguém vai querer lidar com você. Basta conhecê-los. Mais para frente, você pode pedir coisas, e tudo bem porque você terá esse relacionamento. Mas comece por apenas conhecendo-os, e até mesmo vendo se há algo que você pode fazer por eles. Se pessoas gostam de você e conheçam você, elas vão querer ajudá-lo a ter sucesso. O oposto da construção de relacionamentos é o envio de spam a pessoas on-line. Isso inclui o envio de e-mails para pessoas que não pediram para recebê-los e publicar suas promoções em sites que não estavam interessados nelas. Coisas como essa só irritarão as pessoas e, possivelmente, até você será bloqueado dos sites em que deseja acessar. Você está fazendo o oposto de construir relacionamentos.

O problema é que a maioria dos participantes pensa em números. Eles pensam: “Essa página do Facebook tem 20.000 curtidas. Se eu postar meu produto lá, toneladas de pessoas vão ver isso e eu serei rico!” O que é muito mais provável que aconteça é você irritar o proprietário da página. Pense sobre como você se sente quando as pessoas aleatórias que você não conhece publicam coisas na sua página. Ao invés disso, tente desenvolver um relacionamento com o proprietário da página ou, pelo menos, não postar muitas vezes para não ser considerado um “spammer” (seus produtos… seus serviços… e conteúdo sem valor!). Tenha bom senso. Neste caso, a melhor postagem é a publicação que os outros pensarão “isso é ótimo… boa informação… legal saber disso… etc”. De vez em quando, você pode “mencionar” seu produto ou serviço na postagem que você publicou anteriormente. Promover a você mesmo e a suas ideias são cruciais para o seu sucesso. É tão importante quanto conhecer o que o seu negócio oferece. Na verdade, provavelmente é mais importante, a não ser que o que esteja querendo fazer seja apenas um hobby. Então, use essas três dicas para começar a promover a si mesmo e a suas ideias, para construir uma comunidade forte e estável de pessoas que realmente querem ajudá-lo a ter sucesso.

Divirta-se e boa sorte!