Como conseguir capital para a sua empresa

Como conseguir capital para a sua empresa

Edição de junho/2014 – pág. 34

Você tem a ideia. Você tem o modelo de negócio completo. Você já consolidou o nome da sua empresa. Talvez sua empresa até já esteja funcionando. Tudo o que você precisa é de capital para que seus produtos e serviços cresçam. Esse passo pode ser um desafio para muitos empresários, sobretudo após o período da recessão. Este guia vai ajudá-lo na trajetória para o financiamento de seu negócio.

Economias pessoais: esta é a escolha mais óbvia para muitos empresários. Há apenas um problema difícil de esquecer. A maioria de nós não possui o dinheiro suficiente em nossas economias pessoais para financiar integralmente um empreendimento.

Amigos e família: outra opção para muitos é pedir a ajuda de familiares e amigos para levantar a quantia de dinheiro necessária. Essa é uma opção ótima, porém falar sobre dinheiro com amigos e familiares pode ser desagradável. Além disso, você corre o risco de não conseguir cumprir o compromisso de pagar a dívida e, com isso, arruinar um relacionamento.

Financiamento coletivo: uma nova opção e uma maneira ótima tanto para levantar recursos para a sua empresa sem correr riscos, como para promover o empreendimento. Os sites “Kickstarter, Indigogo e Smallknot” permitem que você divulgue a sua empresa em uma comunidade on-line de investidores e angarie fundos para alcançar um objetivo específico para a sua empresa. No entanto, você corre o risco de não conseguir todo o financiamento necessário.

Cartões de crédito: tendem a ser o foco dos empresários iniciantes após esgotarem as três primeiras opções. Os cartões de crédito podem ser uma opção viável para empreendedores com crédito mais forte, desde que sejam frequentemente qualificados para as taxas de juros mais baixas. Para aqueles com pontuação de crédito fraca, os cartões de crédito podem ser boa opção apenas para as compras em curto prazo. Contudo, podem prejudicar o seu crédito se você não tomar cuidado. A taxa média de juros para o cartão de crédito está entre 14,5 % e 26 %. Se você comprar um equipamento por USD 3.000 e não conseguir pagar o valor total, pagará muito caro pelo saldo remanescente e continuará a pagar juros altos até que termine de pagar o valor total. Essas taxas podem acumular-se, deixando-o com mais dívidas do que poderia tranquilamente bancar.

Microcréditos: são alternativas mais baratas e flexíveis que os cartões de crédito. Os microcréditos ajudam muitas pessoas que não conseguem ter acesso a empréstimos comerciais pelos meios tradicionais, devido à falta de histórico de crédito, ao crédito danificado, às falências, pouco tempo em funcionamento ou à falta de garantias. Como a maioria dos microemprestadores são organizações sem fins lucrativos, eles fornecem assistência técnica individual. A Accion é um micro emprestador com alcance nacional. Obtenha mais informações no nosso site www.accioneast.org/emprestimos.

Empréstimos bancários: para conseguir um empréstimo bancário, sua empresa deverá ter pelo menos dois anos de funcionamento e a quantidade de dinheiro a ser emprestada deverá ser grande (acima de USD 50.000). No entanto, os empréstimos bancários exigem crédito forte e garantias. Por isso, se você não tiver pontuação de crédito forte, fazer primeiramente um microcrédito poderá ajudar o seu crédito e permitir o acesso ao financiamento bancário.

Participação no capital (Investidores): ao levantar o capital por meio da participação no capital, você proporciona ações de investidores em sua empresa. Desse modo, evita assumir dívidas para fazer seu negócio crescer. Entretanto, isso poderá diluir o controle sobre a sua empresa e deixá-lo com menor participação nos lucros.

Independentemente de qual tipo de crédito você irá utilizar para começar ou melhorar a sua empresa, é importante sempre comparar os prós e contras de cada uma das opções. Somente assim, você poderá fazer a escolha certa para financiar o seu negócio.