Comida natural e Saúde mental

Bom Ano e Feliz Dia de São Valentim!

Espero que as suas resoluções para 2013 estejam realizando-se e que contribuam para relações saudáveis, especialmente com o seu querido parceiro/a.

10 recomendações para uma boa relação, adaptadas da minha colega Michele Weiner-Davis que escreveu “Keeping Love Alive”:

  1. acredite! Enfoque-se naquilo que quer; visualize-o com detalhe. Quanto mais fantasiar, mais verá realizar-se!;
  2. imagine tudo do melhor para ambos e como vão se comportar de acordo. Comece a atuar como se já fosse;
  3. atue com respeito e amor, mesmo que pense que ele/a não o mereça. Pense só que o seu parceiro está meio perdido e confuso. Seja paciente, simpático e consistente, assim verá que seus esforços colherão frutos;
  4. note mudanças pequenas e positivas. Não espere que as coisas mudem de repente;
  5. prometa-se que 2013 vai continuar a ser um bom ano para a sua família, haja o que houver e independentemente das ações dos outros. Respire fundo muitas vezes e lembre-se de que você tem controle sobre os seus próprios pensamentos e ações e sobre mais ninguém!;
  6. faça ainda mais exercício (e se ainda não começou, não espere mais. Exercício físico ensina a desestressar e cria endorfinas, hormônios naturais tipo ópio;
  7. se está tendo problemas na sua relação, não deixe de fazer coisas de que gosta. Novidades estimularão seu cérebro e até talvez o coração, dando-lhe outra perspectiva;
  8. brinque mais: com amigos, filhos, parceiro, animais. Esteja presente (e não distraído), especialmente nessas alturas. Prepare atividades românticas e mentalize-se para tal;
  9. não se culpe: se se “descarrilou,” volte a este (ou outro) e continue para frente, sem se recriminar;
  10. tenha atividades que o deixem sereno; tanto você como os outros à sua volta beneficia-se. Medite, reze, caminhe, olhe as estrelas todos os dias, para que possa analisar-se e ganhar perspectivas.


Comida Natural e Saúde Mental

Há alguns anos, resolvi mudar a minha maneira de comer! Achei que estava na hora de cuidar do meu corpo da mesma maneira que cuidava da alma ou da mente: com respeito!

Resolvi estudar sobre o assunto e, pouco a pouco, sem grandes radicalidades,

fui mudando. Também fui perdendo peso sem perceber. Anos depois, posso dizer que não ganhei as 21 libras perdidas (onde noto mais é na barriguinha que, praticamente, desapareceu, graças a Deus!).

Ganhei energia e paz porque sei que estou alimentando-me do jeito correto no meio de uma vida cheia de afazeres e de um ritmo intenso.

Com entusiasmo, acredito nesta forma de ser e gosto de ensinar e apoiar clientes, colegas, familiares e amigos nessa tarefa. No dia 5 de abril, das 9h ao meio-dia, no Central FloridaBehavioral Hospital, estarei oferecendo uma aula sobre o assunto. Todos estão convidados! Embora seja grátis, favor inscrever-se, pois as vagas esgotam rapidamente. Telefonem para 407-370-0111.

Até lá, coma produtos naturais – de preferência orgânicos. Coloque várias cores no seu prato!

Evite frituras, café e doces. No entanto, não precisa retirar todo o cacau. Minha sobremesa é o chocolate preto.

As 5 comidas que ajudam a combater a depressão (de acordo com a naturalnews.com):

  1.  óleos de peixe (contem ácidos gordos ômega-3). Não só nos peixes gordos, como salmão e atum, mas também a linhaça e nozes;2)
  2. arroz integral (contém vitaminas B1, B3 e ácido fólico, além de ser comida de baixa-glicemia, o que evita mudanças rápidas de humor);
  3. levedura de cerveja, se tolerar o fermento (contém muitas vitaminas e minerais);
  4. aveias integrais, kamut (arroz), quinoa – facilitam a boa digestão e evitam mudanças rápidas de estado de ânimo;
  5. couves (contêm muita fibra, o que facilita a estabilização do açúcar no sangue e melhor disposição, protege contra o estresse, além se bom para o coração).

Para consulta individual, contate Rosario Ortigao, LMHC. 407-628-1009.

Rosario Ortigao, LMHC, MAC
Conselheira de Saúde Mental
407 628-1009
rosario@ortigao.com