“CF Medi Care” inaugura clínica em Orlando

“CF Medi Care” inaugura clínica em Orlando

A “Walk-in Clinic” atende turistas, brasileiros sem o seguro saúde e recém-chegados aos EUA, a preços populares, dispondo de médicos para casos emergenciais. A empresária proprietária, Cristina Faria, foi agraciada com o “Prêmio Notáveis 2016” pelo trabalho humanitário que vem desenvolvendo

Edição de junho/2017 – pág.  14

Foi inaugurada em Orlando a segunda unidade da “Walk-in Clinic” – CF Medi Care” -, sob o comando da empresária brasileira Cristina Faria, que disponibiliza consultas para residentes e turistas em situação de emergência. O paciente receberá atendimento de clínico geral, pediatra e ginecologista, com encaminhamento para hospital, dependendo da gravidade do caso. Quanto ao visitante, o médico irá até o hotel para realizar os procedimentos de primeiros socorros, também podendo receber ajuda médica brasileiros indocumentados e recém-chegados ao país. “Nós temos contrato com empresas de viagens, e caso o turista necessite de atendimento com urgência, enviamos o médico. O nosso atendimento é extensivo às pessoas que não têm plano de saúde, e que pagam pela consulta. O preço de uma consulta com o clínico geral é de sessenta dólares”, explica Cristina Faria.

Empresária de sucesso, Cristina Faria também administra a “VIP Foundation”, que cuida de pessoas carentes, que não têm acesso à saúde, dando suporte inclusive aos diabéticos e fundações no Brasil e na República Dominicana. Em reconhecimento ao seu trabalho humanitário, ela recebeu em Nova York, no último dia 10, o “Prêmio Notáveis 2016”, outorgado pelo “Brazilian Comunity Heritage Foundation” aos brasileiros que se destacaram no respectivo campo de atividades. “Fiquei surpresa com a minha escolha, que foi feita através de votação pública, o que me deixa extremamente agradecida pelo reconhecimento do meu trabalho”, ressalta.

“Na “CF Medi Care” atendemos em português, inglês e espanhol, com total agilidade em nossos serviços. Quando o turista nos contata, imediatamente enviamos um médico ao hotel. E se o sintoma é grave, encaminhamos o paciente para a clínica. Todos os procedimentos são feitos com muita precisão, inclusive, no encaminhamento para um hospital”, reforça Cristina. “É importante lembrar que o hospital é caro, a saúde é muito cara nos Estados Unidos. E as pessoas se apavoram porque na nossa cultura, quando você não está bem, aciona o pronto-socorro. Aqui não funciona assim, há uma burocracia nesse processo, portanto, fazemos o atendimento emergencial. E o seguro saúde só cobre o tratamento se for um caso grave e que tenha a solicitação do médico”.

Indagada sobre o perfil do paciente que recorre aos serviços da clínica, Cristina Faria foi enfática: “Temos dois tipos de públicos, o público que tem o seguro saúde e o público que paga a consulta porque não tem o seguro saúde. Nós fazemos o agendamento em ambos os casos. Sessenta por cento das pessoas que nos procuram não têm plano de saúde. Geralmente são recém-chegados ao país, pessoas sem documentos. É impressionante o número de pessoas sem o seguro médico”, alerta. “Para suprir essa faixa deficitária no setor da Saúde, temos pacotes especiais para atender a todos”, comenta a empresária.

Entretanto, caso o paciente precise de cirurgia ou atendimento com especialista, “nós o encaminhamos para o hospital. O hospital nos Estados Unidos não pode negar atendimento a ninguém, porém, o custo, como eu disse, fica muito alto. Mas em caso de gravidade, e que requer atendimento de especialistas, geralmente encaminhamos o paciente para uma associação de médicos voluntários onde o preço é baixo. É uma clínica do governo, patrocinada por alguns empresários. Agora, têm situações críticas, que requer o monitoramento hospitalar, então o paciente será encaminhado para o hospital mais próximo”, define.

VIP Foundation

Ressaltando sobre o seu trabalho à frente da “VIP Foundation”, Cristina Faria fala da ação voluntária, auxiliando famílias carentes sem acesso à saúde. “É um trabalho árduo, mas em breve vamos receber ajuda do governo para manter o nosso atendimento as pessoas que necessitam. Têm pessoas diabéticas que precisam comprar insulina e a insulina é caríssima nos Estados Unidos. E se você não tem o seguro saúde torna-se inviável manter o tratamento. Temos procurado ajudar as pessoas diabéticas, doando amostra grátis para pacientes que não podem comprar insulina. Têm locais que cedem o medicamento, então procuramos buscar esse medicamento para doá-los a quem precisa. Ajudamos igrejas, homeless e fundações no Brasil e na República Dominicana”, complementa a empresária.
Cristina Faria é natural da cidade de Bela Vista, no Paraná, mas foi criada em São Paulo. Ela reside em Orlando desde 1999, quando decidiu morar nos Estados Unidos. “Eu cheguei a Orlando e fiquei. Orlando é uma cidade linda, aconchegante. Adoro morar aqui, como também gosto das pessoas com as quais convivo, amigos e pacientes”, finaliza a empresária.

Prêmio “Notáveis”

Aconteceu em Manhattam, – New York -, no último dia 10, na “Casa do Brasil”, a premiação dos “Notáveis 2016” em noite de gala. O prêmio homenageou brasileiros de várias cidades dos Estados Unidos que foram indicados e votados pela Comunidade nas categorias até 100 votos, votos de 500 a 1000 e acima de 1000 votos. Cristina Faria proprietária da “VIP Walk-in Clinic” e Luciana Durço, fundadora do “Grupo Mulheres de Orlando” e responsável pela “Revista Orlando Gospel”, ambas de Orlando, receberam o Prêmio “Notáveis”, na categoria máxima, com mais de 1000 votos cada.

Serviço

VIP Walk-in Clinic

8552 Palm Pkwy, Orlando, FL 32836

(407) 730-9911

CF Medi Care

12139 S Apopka Vineland Rd, Orlando, FL 32836

Phone: (407) 730-9911