Bicho também sente frio

voltar

AGO/13 – pág. 54

cachorro-aquecer-invernoA maioria das pessoas pensa que os animais não sentem frio, o que não é verdade. Embora eles não tenham o mesmo frio que os seres humanos, os animais de estimação precisam de cuidados no inverno. Antes de correr e cobrir seu cachorro ou gato com edredons e casacos de lã, saiba que um animal é diferente do outro, portanto, precisamos ter sensibilidade para perceber os sinais que ele emite. Se seu animal treme ou choraminga quando está frio significa que você precisa arrumar um abrigo para ele, uma coberta, até mesmo um agasalho. A origem do pet determinará qual sua sensibilidade referente às temperaturas. Se seu pet é natural de lugares mais frios, ele não sentirá o inverno da mesma maneira que um animal acostumado a climas mais quentes. Animais mais idosos e filhotes merecem cuidados redobrados, pois eles são mais sensíveis às mudanças de temperatura.

Quando a temperatura está abaixo de 10 graus, basicamente todos os animais vão precisar de algum tipo de proteção contra a umidade e o vento. Como a maioria dos cães e gatos tem pelos, geralmente um local coberto é o suficiente. Para os de pelagem mais curta, uma roupinha ajuda a combater o frio. Raças como o Husky Siberiano e o São Bernardo, entre outros, possuem características que os deixam mais resistentes ao frio.

Infelizmente, algumas doenças aparecem com maior frequência no clima frio, portanto, devemos preocupar-nos com nossos pets para que eles possam passar essa época sem ficar doentes. Existem cães que apresentam alguns sinais muito parecidos com o resfriado humano – tosse, espirros, febre, falta de apetite e coriza. A esse quadro clínico, damos o nome de traqueobronquite (conhecida como tosse dos canis). Doença que aparece em qualquer época do ano, mas que possui maior incidência no inverno por causa das baixas temperaturas. Ela é muito contagiosa e sua transmissão acontece através do contato direto com um animal infectado.
Alguns cuidados importantes que você deve ter com seu animal de estimação no inverno:

  • evite banhos em dias muito frios (se possível, diminua a frequência deles);
  • quando der banho, use água morna e seque-o muito bem;
  • cuidado com choques de temperatura, como dar banho, secá-lo com secador e sair em seguida para a rua (espere pelo menos 30 minutos); coloque uma roupinha no cão de pelagem curta;
  • se seu cão dorme dentro de casa, compre para ele uma “caminha” e dê a ele um cobertor;
  • se ele dorme fora de casa, seu animal precisa de uma casinha, com cobertor ou edredom;
  • vacine seu cão anualmente contra a traqueobronquite, principalmente se ele frequenta ambientes que possuem outros animais (exemplo: hotel para cães);
  •  leve seu cão para passear na rua somente nos horários mais quentes do dia – entre 10 e 16h;
  • dê ao seu pet entre 20 e 30% a mais de alimento (se ele for obeso, 10% no máximo);
  • Todo animal tem direito a um abrigo no inverno. Lembre-se que ele é seu melhor amigo e, para um amigo, sempre desejamos o melhor. Você ficará muito mais tranquilo sabendo que ele está tão quentinho quanto você.

Tenha sempre a certeza de que seu animal não está passando frio.

BethAssis-e1368818487885Beth Assis – da ONG S.O.S. Melhor Amigo