Conheça o Astrogildo, corinthiano que superou limites no “Desafio do Dunga”

Conheça o Astrogildo, corinthiano que superou limites no “Desafio do Dunga”

O brasileiro Astrogildo Alves dos Santos, o Astro, obteve boa classificação na corrida “Desafio do Dunga”, na Disney, em Orlando, percorrendo 78 quilômetros aos 57 anos. Uma lição de superação

Edição de janeiro/2018 – p. 28

Para o atleta Astrogildo Alves dos Santos conhecido como Astro o corredor corinthiano, de 57 anos, o resultado obtido na Corrida “Desafio do Dunga”, da Disney, em Orlando, com quatro desafios – 5 km, 10 km, meia maratona, 21 km, e maratona,42 km – em quatro dias – de 4 a 7 de janeiro –, representou um marco na sua trajetória. Foram 78 quilômetros percorridos, superando o frio e mantendo-se focado no propósito de alcançar boa performance nas provas. “Fiquei satisfeito porque é uma prova de resistência física e dei o melhor de mim. O ‘Desafio do Dunga’ incentiva você a superar os seus próprios limites, e foi o que eu fiz”, relata Astrogildo, popularmente conhecido como Astro.

No âmbito geral da corrida “Desafio do Dunga”, Astro teve melhor desempenho na Mini-Maratona, ficando na posição 190, com a sexta-colocação da sua categoria – 55 a 60 anos. Na Maratona de 42 quilômetros, o atleta obteve a 36ª colocação, na posição de 1.200. “Foram os meus melhores resultados, pois competi com atletas de alto nível. Esta é a quarta vez que participo na Disney do ‘Desafio do Dunga’ e me saí muito bem no tempo das provas”, comemora o atleta.

Há doze anos participando de maratonas – categoria amador – , lembra Astrogildo que entrar para a pista de corrida foi a grande escolha de sua vida, o que lhe trouxe equilíbrio emocional e estímulo para enfrentar os desafios. “Eu vivia com depressão, pesava oitenta e seis quilos e não saía do médico”, diz o atleta. “Foi quando o médico me recomendou exercícios físicos, então comecei a correr nos fins de semana, depois as corridas passaram a ser diárias. Eliminei a depressão por completo, hoje sou sadio e não vou ao médico há onze anos”, fala com orgulho.

Astrogildo Alves é natural do Piauí, residindo em São Paulo desde 1975, onde trabalha como segurança do “Colégio Franciscano São Miguel Arcanjo”, na Vila Zelina – na Zona Leste de São Paulo. Treina seis dias na semana, percorrendo de 20 a 30 quilômetros diariamente. “Eu cheguei de Orlando – após a corrida ‘Desafio do Dunga’ –, e já voltei para os meus treinamentos. Não posso parar, tenho que me manter focado e me preparar para as próximas competições deste ano”, avisa.

Astro tem como preparador físico o professor Luiz Tavares, seu mentor esportivo. “Foi o professor Tavares que me incentivou a participar da corrida da Disney, todo ano ele vai a Orlando correr. Eu treino no Parque do Ibirapuera onde recebo assessoria esportiva e orientações do meu preparador físico. Participei de várias maratonas no Brasil, mas quando o professor Tavares me incentivou ir a Orlando competir na Disney, o coração bateu forte. Era um desafio importante”, conta Astrogildo.

Superando desafios para competir nos EUA

Ressalta Astro que participar da corrida “Desafio do Dunga” era questão de honra, então aceitou viajar a Orlando com o treinador. Preparou toda documentação e compareceu ao Consulado dos EUA, em São Paulo, para solicitar o visto. “Foi uma grande frustração quando me negaram o visto. Fui reprovado e isso me deixou muito chateado”, conta o atleta. Mas ele não desanimou e voltou ao Consulado pela segunda vez: “meu visto foi aprovado e pude comemorar porque o caminho rumo aos Estados Unidos tinha sido liberado”, fala com emoção.

Uma trajetória que lhe abriu portas no mundo esportivo, com participação na Corrida de São Silvestre em São Paulo, no dia 31 de dezembro de 2017, ficando entre os cinco mil primeiros colocados, na prova que reúne mais de vinte mil participantes do Brasil e do exterior. “Foi uma experiência importante à corrida São Silvestre porque tive um bom desempenho e corri ao lado de importantes maratonistas”, informa.

Astrogildo Alves dos Santos participará em fevereiro da Meia-Maratona de São Paulo – 21 km –, que sairá do Estádio do Pacaembu. Em abril ele corre a Maratona de São Paulo – 42 km –, e, no mês de julho participará da Maratona do Rio de Janeiro. “É uma agenda esportiva que requer treinamentos intensivos, portanto, além do Parque do Ibirapuera, treino na USP ( Universidade São Paulo), na Anchieta e nas principais ruas de São Paulo. Estou confiante e quero melhorar a minha classificação nas provas”, determina. Astro faz agradecimento especial aos patrocinadores que o apoiam em sua jornada esportiva: “Colégio Franciscano São Miguel Arcanjo”, “Academia Pic Esporte” e “Restaurante Santa Coxinha”.