Arquiteto brasileiro é indicado para “Review Board”

Arquiteto brasileiro é indicado para “Review Board”

voltar

FEV/2016 – pág. 16

Fúlvio Romano, da “Rabits & Romano Arquitetura”, foi nomeado pelo Prefeito Buddy Dyer para integrar o seleto grupo responsável pela estética arquitetônica do Downtown Orlando, analisando e selecionando os projetos a serem executados

DSC_2632

O arquiteto Fúlvio Romano, da “Rabits & Romano Architecture – Planejamento e Desenho”-, foi nomeado pela Prefeitura de Orlando para integrar o seleto grupo “Review Board (ARB)”, responsável pela estética arquitetônica do Downtown Orlando, analisando e selecionando os projetos de construção a serem executados e os projetos modificados na área central da cidade. Único brasileiro a integrar o Conselho composto por sete profissionais especializados em arquitetura, paisagismo, prédios históricos, além de investidores, ele assumiu o cargo no dia 22 de janeiro deste ano, ocasião em que participou da primeira reunião. “Fiquei muito honrado ao ser nomeado pelo Prefeito Buddy Dyer para ocupar o cargo. É um reconhecimento do meu trabalho em Orlando e uma conquista profissional ter essa indicação da Prefeitura. O Conselho da cidade tem uma missão extremamente importante, pois a nossa função é cuidar da estética visual do centro,com extremo critério”, ressaltou Romano.

As reuniões do “Review Board”, explica Fúlvio, acontecem mensalmente – na terceira quinta-feira do mês -, quando são analisados, minuciosamente, os projetos encaminhados aos membros Conselho. A partir dessa análise, as propostas compatíveis à modernidade dos empreendimentos em Orlando receberão o sinal verde para a execução. Cabe ao grupo, no entanto, olho clínico quanto à aprovação das futuras construções na área central. “É um momento interessante para o centro de Orlando, que está plena em evolução. Orlando vem se transformando de pequena para média cidade. O Downtown cresce com estilo e isso tem atraído pessoas que estão migrando para a área central da cidade. Morar hoje no centro é prazeroso porque há opções de restaurantes e entretenimento”, comenta o arquiteto. “Antes, Orlando era o patinho feio. As pessoas gostavam do subúrbio, mas, nos últimos anos a situação mudou positivamente”, acrescenta.

Segundo Fúlvio, o cargo que ocupa no Conselho não é remunerado, “somos todos voluntários, porém, selecionados pela Prefeitura de Orlando de acordo com a especialidade de cada membro em sua área de atuação”, esclarece. “São profissionais que, comprovadamente, se destacam em suas respectivas especialidades, tendo o reconhecimento das autoridades da cidade”. O arquiteto informa que a sua indicação para o “Review Board” foi através de um importante cliente, Alejandro Pezzini, da Perfumeland, com quem realizou empreendimentos. “A partir dessa indicação a Prefeitura de Orlando entrou em contato comigo, consolidando a minha nomeação para o cargo, por um período de dois anos”, lembra.

Critérios de avaliação de Obras

Quanto aos critérios utilizados para a avaliação e aprovação de obras em Downtown Orlando, disse Fúlvio Romano que, “dispomos de um manual de avaliação por escrito, mas os critérios subjetivos são de extrema importância, por esse motivo fomos requisitados”. O arquiteto acrescentou que a próxima avaliação do Conselho, que acontece ainda este mês, é à construção do Estádio do Orlando City. “O Projeto do Orlando City já foi aprovado antes, mas aconteceram mudanças quanto ao aumento do espaço físico do estádio, então será preciso uma nova avaliação. A parte de estética do estádio está perfeita, o que é mais importante, mas alguns detalhes técnicos serão novamente avaliados”, diz.

DSC_3199

Perguntado sobre a sua avaliação da cidade de Orlando, como membro do grupo “Review Board”, Romano foi enfático na resposta: “Vejo Orlando com olhar clínico. Precisamos saber o que funciona, portanto, é de nossa responsabilidade manter a cidade bonita, observar o que poderia ter sido feito diferente e que pode ser modificado. Toda essa estratégia é em benefício da cidade. Presto serviços para os moradores e quero que tudo fique bem, compatível com estética linear do centro. E até mesmo as cores dos prédios precisam ser avaliadas com critério. Os prédios mais importantes, diria, de destaque na cidade devem ser bem planejados. Tenho um olhar muito mais criterioso para Orlando”.

Indagado sobre os seus futuros projetos como arquiteto e, nesse caso, se as obras teriam uma avaliação especial do “Review Board”, relatou Fúlvio Romano que, “eu não posso avaliar os meus próprios trabalhos. Isso seria antiético, mesmo que seja o projeto de um arquiteto da minha família. Nesse caso, apenas apresento o meu projeto, mas não posso avaliar. É assim que determina o regulamento”, finaliza.

Formado em Arquitetura pela “University of South Florida”, em Tampa, uma das mais conceituadas universidades de arquitetura dos EUA, Fúlvio Romano é graduado e tem mestrado em arquitetura. Ele é natural de São Bernardo do Campo, no Grande ABC paulista, e mudou-se para Orlando em 96. É casado com Carrie e tem uma filha, Josephine. Em 2009 foi funcionário da então “Rabits Architecture”, durante três anos, mais tarde, em 2012, tornando-se sócio da empresa que mudou a razão social para “Rabits & Romano Architecture”. Em 2015 a empresa recebeu dois prêmios pela construção do “I-Drive NASCAR Indoor Kart Racing Orlando”, um dos cartões de visita da cidade, através da “ENR Southeast Magazine”, entre as mais conceituadas revistas de engenharia dos EUA, e, na categoria nacional, pela renomada “Qualified Remodeler Magazine”, com o segundo lugar.


WaltherAlvarenga

Walther Alvarenga