Apple anuncia novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, com tela maior

Apple anuncia novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, com tela maior

Aparelhos terão displays de 4,7 e 5,5 polegadas, respectivamente. iPhone 6 será vendido a partir de US$ 200; 6 Plus sai por US$ 300.

Tim Cook, CEO da Apple, anuncia novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus (Foto: Justin Sullivan/Getty Images North America/AFP)
Tim Cook, CEO da Apple, anuncia novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus (Foto: Justin Sullivan/Getty Images North America/AFP)

A Apple anunciou nesta terça-feira (9) dois novos iPhones: o iPhone 6, com tela de 4,7 polegadas, e o iPhone 6 Plus, com tela de 5,5 polegadas. Essa é a primeira vez que a empresa anuncia ao mesmo tempo aparelhos com displays de tamanho diferente. Os smartphones serão lançados em 19 de setembro nos Estados Unidos.

“Desde a concepção dos novos iPhones, pensamos em telas com tamanhos diferentes”, disse Phil Schiller, vice-presidente da Apple, durante o evento.

Em sua versão mais barata, com 16 GB de armazenamento, o iPhone 6 custa US$ 200 em um contrato de dois anos com operadoras. O modelo de 64 GB sai por US$ 300 e o de 128 GB, US$ 400. Já o iPhone 6 Plus de 16 GB será vendido por US$ 300, com opções de 64 GB (US$ 400) e 128 GB (US$ 500).

Os novos iPhones virão em três cores – dourada, prata e preta – e serão acompanhados de capinhas de silicone coloridas produzidas pela Apple.

Por ter uma tela maior, o iPhone 6 Plus assume várias funcionalidades vistas no iPad Mini. O aparelho consegue, por exemplo, mostrar o menu principal do iPhone na horizontal. No caso do app Messages, o display de 5,7 polegadas da Apple é capaz de exibir fotos de todos os contatos da lista.

Os novos smartphones vêm com resolução Retina HD, de altíssima definição. De acordo com a Apple, o iPhone 6 Plus tem 185% mais pixels que o 5S. No caso do iPhone 6, a superioridade é de 38%.

Outra novidade é uma tecnologia de reinforçamento por íons no vidro. A iniciativa visa evitar rachaduras nas telas, problema comum no iPhone.

Os novos iPhones têm linhas mais arredondadas e são mais finos que os modelos anteriores. Enquanto o 5S tem 7,6 mm de espessura, o iPhone 6 tem 6,9 mm e o 6 Plus, 7,1 mm.

Outra mudança importante é que o botão de ligar o aparelho sai da parte superior e vai para a lateral, facilitando seu acesso. Isso faz com que os novos iPhones lembrem aparelhos na Nokia e Motorola.

De acordo com a Apple, o 1,3 milhão de aplicativos da App Store funcionam no iPhone 6 Plus. Os desenvolvedores, no entanto, podem atualizar os apps para eles se adequarem melhor à tela grande.

Debaixo do capô

Apple compara espessura dos novos iPhones 6  e 6 Plus (Foto: Divulgação/Apple)
Apple compara espessura dos novos iPhones 6
e 6 Plus (Foto: Divulgação/Apple)

Como era de se esperar, os novos iPhones também vêm acompanhados de um novo processador: o A8, de 64 bits. Esse chip tem 2 bilhões de transistores e é 13% menor que o chip A7, do iPhone 5S. O processamento geral é 20% mais rápido. No caso dos gráficos para games, a velocidade sobe em 50%.

De acordo com a Apple, muitos estúdios de games já desenvolvem títulos com o novo motor gráfico de jogos da Apple, o Metal. Um dos títulos apresentados e feitos especificamente para os novos iPhones 6, “Vain Glory”, pode mostrar até 100 personagens ao mesmo tempo na tela.

A capacidade da bateria pode ainda ser o calcanhar de Aquiles dos novos iPhones. A Apple diz que o desempenho será igual ou melhor ao do iPhone 5S, com 1 dia de conversação. Usando a conexão 3G, o tempo de duração é de 14h.

Com enfoque em exercícios físicos, um novo processador de movimento chamado M8 foi incluído. Ele entende quando o usuário está correndo, subindo escadas ou andando de bicicleta, e calcula elevação, distância e calorias queimadas. O M8 possui ainda um barômetro para verificar diferenças de pressão do ar e altitude.

Os novos iPhones 6 aceitam 20 diferentes tipos de frequências 4G, além de oferecerem maiores velocidades de conexão à internet móvel. Segundo a Apple, o Wi-Fi está três vezes mais rápido e agora os aparelhos aceitam ligações telefônicas por esse tipo de conexão.

Fonte: g1.globo.com