Apesar dos embates políticos, americanos ainda são a favor da reforma imigratória

Apesar dos embates políticos, americanos ainda são a favor da reforma imigratória

immigration-girl-flagDe acordo com uma pesquisa divulgada na terça-feira, dia 10 de junho, apesar vários debates nacionais e propostas paralisadas no Congresso, a maioria dos americanos ainda concordam que os imigrantes ilegais que vivem nos Estados Unidos deverão ser autorizados a permanecer no país e procurar alguma forma de status legal.

A pesquisa, realizada pelo Public Religion Research Institute e Brookings Institution, descobriu que 62% dos norte-americanos são a favor que imigrantes ilegais encontrem um caminho para se tornarem cidadãos, em comparação com 63% de um ano atrás.  17% disse que os imigrantes ilegais devem ser capazes de se tornarem residentes legais, mas não cidadãos de pleno direito e 19% disseram que deveriam ser deportados.

Os autores do estudo disseram que a estabilidade em pontos de vista sobre um “caminho para a cidadania” veio durante um período em que mais americanos estão expressando insatisfação com o desempenho do trabalho do presidente Obama e da direção do país. A porcentagem de americanos que estão insatisfeitos com a direção do país aumentou de 58% em março de 2013 para 64% hoje.

Estabilidade de pontos de vista à parte, os americanos priorizam muito mais empregos, a economia e os cuidados de saúde do que a reforma da imigração. A pesquisa acompanhou de perto as mudanças nas atitudes, entrevistando as mesmas famílias que foram entrevistadas em todo o país no estudo de 2013.